Matheus e Kauan: irmãos e colegas de trabalho conciliam carreira e vida em família

Os irmãos Matheus e Kauan formam uma dupla sertaneja desde 2010 (Divulgação)

Os irmãos Matheus e Kauan formam uma dupla sertaneja desde 2010 (Divulgação)

Fazendo um balanço de 2017, a dupla Matheus e Kauan agradece pela positividade do ano para suas carreiras.

Estourados desde o DVD “Na Praia”, lançado em 2016, os sertanejos colhem os frutos de uma carreira construída com esforço e muito sentimento.

No ano que passou, lançaram “Na Praia 2”, álbum também gravado ao vivo com músicas que figuram entre as mais tocadas nos últimos meses.

A agenda cheia, ocupada por cerca de 20 shows mensais, não esconde a aceitação positiva do público.

Os irmãos que ganharam os ouvidos brasileiros com canções que falam de amor não contrariam as letras que compõem e interpretam: os dois abandonaram a farra há alguns anos.

Kauan é casado e pai de dois filhos, já Matheus está prestes a oficializar a relação com a mãe de seu único herdeiro.

Ainda jovens – nenhum dos dois ultrapassou a marca dos 30 anos -, têm em comum a tranquilidade e o gosto por bons vinhos e boa comida.

No caso de Matheus, o gosto pela culinária o levou ao curso de Gastronomia, paixão alternativa à música.

Outro de seus amores é a leitura, hábito que fez com que desenvolvesse incríveis habilidades de composição que encheram os olhos do irmão, Kauan, que já tentava desde cedo a carreira como músico.

Veja também:
Lennon ou McCartney? Estatísticos descobrem quem compôs 'In My Life', dos Beatles

Unindo a experiência musical do irmão seis anos mais velho, Kauan, à criatividade de Matheus, formou-se a dupla dos hits “O Nosso Santo Bateu”, “Decide aí” e “Te Assumi pro Brasil”.

Juntos na carreira musical desde 2010, hoje chegam a cobrar R$ 300 mil por show, andam de jatinho e investem o que ganham em imóveis e no conforto da família.

*Por Laura Máximo

#comentários