MC Livinho é acusado de agredir funcionário após show

Assessoria do funkeiro ainda não se manifestou sobre ocorrido (Rep./Instagram)

Assessoria do funkeiro ainda não se manifestou sobre ocorrido (Rep./Instagram)

O funkeiro MC Livinho está sendo acusado de agressão por parte de um técnico de som que alega ter trabalhado com ele.

O relato feito pelo funcionário veio à tona por meio da página da empresa Áudio Mix Brasil no Facebook. Nele, o homem, que não é identificado, mas teve fotos de seus ferimentos divulgadas, conta que tudo começou por conta de duas microfonias no P.A. [sigla para Public Address, relativa ao sistema de som], que, segundo ele, estava sendo gerenciado por outra pessoa durante uma apresentação do cantor.

“Acabou o show e ele me chamou no camarim. Estava ele, a mulher dele, o empresário e o produtor. Aí ele começou a falar que tinha que ter um cara competente na equipe dele, que ele não é digno de ter uma equipe que é uma b*** e começou a esculachar”, contou.

“Disse que eu não sabia o que estava fazendo e começou a me xingar do nada com vários palavrões. Eu apenas falei: ‘Mano, não dá pra trabalhar com você, esse desrespeito com palavras e com atitudes em cima do palco é inadmissível pra mim’, e pedi as contas”, prosseguiu.

Em seguida, vem o momento em que ocorreram as supostas agressões: “Virei as costas, saí do camarim, bati a porta e ele veio atrás, correndo. Me pegou na escada do camarim da Áudio Club pelas costas, chutando pela escada e já me agredindo com algo na mão”.

Veja também:
Os 100 melhores clipes do século 21, segundo a Billboard

A assessoria de MC Livinho não respondeu ao contato para saber sua versão sobre o fato.

* Por Estadão Conteúdo

#comentários

Compartilhar