Morre, aos 56 anos, o produtor musical Carlos Eduardo Miranda

Miranda sofreu mal súbito e faleceu em casa, em São Paulo (Rep./Facebook)

Miranda sofreu mal súbito e faleceu em casa, em São Paulo (Rep./Facebook)

O produtor musical Carlos Eduardo Miranda faleceu aos 56 anos. Ele sofreu um mal súbito, na noite desta quinta-feira (22), em sua casa, na cidade de São Paulo (SP), onde estava com a esposa e a filha recém-nascida.

Conhecido como Miranda, o produtor musical foi o fundador do selo Banguela Records. A gravadora foi de grande importância para o rock brasileiro da década de 1990 por ter lançado trabalhos de bandas como Raimundos, Mundo Livre S/A e Graforréia Xilarmônica.

Miranda também trabalhou com bandas do porte de Skank e O Rappa, criou e dirigiu o site Trama Virtual – de distribuição musical para artistas independentes – e ganhou fama ao trabalhar como jurado de reality shows musicais, como “Ídolos” e “Astros”.

Por meio das redes sociais, o Skank se pronunciou, via nota, para lamentar a morte de Miranda. “Foi ele quem chamou a atenção da imprensa do eixo Rio-SP sobre um quarteto que vinha de Minas Gerais e misturava reggae, pop, ska. Foi a chave que abriu a porta pro que viria depois. Ele teria ainda grande contribuição ao longo da nossa carreira, especialmente no disco ‘Maquinarama'”, diz parte do texto.

Digão, vocalista e guitarrista do Raimundos, também se manifestou pela internet. “Vai em paz meu Mestre! R. I. P. Miranda”, afirmou.

Vai em paz meu Mestre! R. I. P. Miranda

Uma publicação compartilhada por Digão Raimundos (@digaoraimundos) em

Por Igor Miranda (@silvercm)

Veja também:
Samantha Schmütz estreia 3ª temporada do 'Samantha Canta' no canal Bis

Opiniões, curiosidades, resenhas, listas e sobre todos os tipos de música são o foco desta coluna, comandada por Igor Miranda, jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical. Contato: [email protected]