Motorista é condenado por mortes de Cristiano Araújo e namorada

Ronaldo Miranda conduzia casal quando acidente ocorreu (Reprodução)

Ronaldo Miranda conduzia casal quando acidente ocorreu (Reprodução)

O motorista Ronaldo Miranda foi condenado pelas mortes do cantor sertanejo Cristiano Araújo e da namorada dele, Allana Moraes. O casal faleceu em um acidente, cujo carro era conduzido por Miranda, na BR-153, em Goiás, em junho de 2015.

A decisão, da juíza Patrícia Machado Carrijo, impõe 2 anos e sete meses de detenção em regime aberto. Ronaldo Miranda foi declarado culpado pelo crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

A juíza substituiu a pena com privação de liberdade ela prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária, em 10 salários mínimos. Ronaldo Miranda também terá que R$ 25 mil, em reparação de danos, aos sucessores de cada uma das vítimas, e terá a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

Cristiano Araújo morreu na manhã de 24 de junho de 2015, após um acidente de carro na rodovia BR-153, entre as cidades de Morrinhos e Pontalina, em Goiás. Ele tinha 29 anos e Allana Moraes, de 19, que o acompanhava na viagem, também faleceu. Araújo voltava de um show em Itumbiara, sul de Goiás, quando o veículo que ele estava, uma Range Rover, saiu da estrada e capotou. Ele foi levado a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Por Igor Miranda (@silvercm)

#comentários

Compartilhar