“Muita gente me via como drogado”, desabafa Carlinhos Brown

No ar na TV Globo como um dos jurados da sétima temporada do ‘The Voice Brasil’, que estreou na última terça-feira (17), o músico Carlinhos Brown, nos dias de hoje, é um dos artistas mais respeitados do Brasil e também do mundo.

Entretanto, em uma entrevista ao jornal Extra, o multitalentoso artista fez um desabafo sobre outros momentos de sua carreira, quando nem sempre foi respeitado.

Ele chegou a comentar que as pessoas acreditavam que ele era louco ou até mesmo usuário de drogas.

“Posso ser diferente para quem me vê agora, mas sempre fui dessa forma. Já enfrentei momentos de ser um Brown editado a partir da visão do outro. Muita gente me via como um cara louco, até drogado, porque foi a imagem que ficou de um cantor brasileiro, negro, rastafári, que estava sempre fora dos padrões. Nem considero isso preconceito, mas uma ignorância real. Sempre fui muito seguro”, contou.

Ele também comentou sobre a carreira como artista plástico de renome internacional e a fama que ganhou como técnico do reality show global.

“Por isso, me desafiei e continuo me desafiando. Minha melodia hoje escorre por tintas. Vou fazer uma exposição [de 20 quadros] em Madri, na Espanha. Sempre tive segurança em quem me enxerga. Eu entrei no ‘The Voice’ como alguém que falava muito, que perdia tempo porque ficava chato e, talvez, inatingível a compreensão do que eu me propunha a dizer. E quando entrei, me propus a não ser igual ao que eu via em programas de televisão. Eu achava mais do mesmo, calouros se apresentando, e alguém, numa bancada, gerando comentários derrotistas. Achava chato porque considero que todos aqueles que se expõem o fazem pela necessidade. No programa, eu tive a oportunidade de mostrar o que faço há 35 anos”, pontuou.

Veja também:
Elvis Costello cancela turnê europeia devido a câncer agressivo

Por fim, ele refletiu sobre a era das tecnologias que o mundo vive atualmente.

“Ali, eu posso ser editado e parecer legal, a verdade é como eu me comporto. Nesse momento sou um artista analógico, e quero continuar sendo assim, uma realidade. Não tenho esses milhões de seguidores, mas tenho pessoas assíduas, que consomem mesmo, respeitam e têm opiniões sinceras, que fazem crescer. Nem todos os views conseguem nos ver”.

Vídeo: Claudia Leitte se apresenta como candidata e engana jurados do ‘The Voice’

#comentários