Musa de “Deu onda” namora MC G15 desde os 13 anos

Casal, que é do Rio, mora junto num apartamento em SP (Reprodução/Instagram)

Casal, que é do Rio, mora junto num apartamento em SP (Reprodução/Instagram)

“Deu onda”, de MC G15 não tem uma letra muito conservadora. Mesmo a versão censurada contém trechos como “Você sentando, mozão, me deu onda”.

Ainda assim, o hit do momento foi feito com inspiração em uma “musa”: a namorada de MC G15, Ingryd Tawane, de 18 anos. Ela se identificou, em entrevista ao site Ego, como o “mozão” da letra de “Deu onda”.

Ela afirmou, durante o bate-papo, que namora MC G15 desde os 13 anos. Eles perderam a virgindade juntos e, desde então, não se separaram mais. Cariocas, eles se mudaram, juntos, para um apartamento comprado pelo funkeiro em São Paulo. Ingryd afirma, porém, que só saiu do Rio de Janeiro após terminar os estudos.

O relacionamento começou após G15, que se chama Gabriel, ter dito que achava Ingryd “muito linda” para a prima dela. “Ela disse para o Gabriel que iria me desenrolar para ele. Eu era muito inocente. Ela me disse que ele queria ficar comigo, mas eu era muito nova e nem pensava em ficar com alguém. Ela disse: ´Fica rapidinho! Olha como ele é fofo!´ Olhei para ele e o achei tão fofo! Éramos muito inocentes. Demos a mão, demos um beijinho e saí andando, cheia de vergonha”, contou.

Veja também:
MC Loma afirma que tomou calote de empresário e entra na Justiça contra ele

A letra de “Deu onda”, segundo Ingryd, precisou de uma “forçação de barra” para fazer sucesso. “Antes de ele estourar, G15 falou para mim: ´Mor, antes de 2016 terminar, vou estourar um hit´. Todas as músicas que ele faz, ele me conta. Ele disse que teve que colocar uma putaria na música para ela estourar. Sempre dei força para ele, que é um guerreiro. Isso sempre me emociona muito”, disse.

Apesar de ficar com vergonha ao ser citada em “Deu onda”, Ingryd diz reconhecer que isto faz parte do funk. “Antes ele só cantava, desculpa a expressão, só putaria e maconha. Agora está mais romântico. Esse é o amor. Fico com muita vergonha, mas se não fosse assim, acho que não estourava”, afirmou.

Por Igor Miranda

Compartilhar