Foto: Freepik mulher cantando e tocando violão music branding

Você sabe o que é ‘music branding’? Famosos ajudam a alavancar marcas

O mercado publicitário tem desenvolvido estratégias que unem o marketing ao meio musical. O fenômeno chamado de ‘Music branding’ é um dos focos quando se trata da tendência. Ele corresponde à prática que as marcas utilizam para criar campanhas com músicas que representam sua identidade.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Em artigo científico publicado na revista ‘Literartes’, o pesquisador Mauro Muszkat explica sobre as contribuições da neurologia para o desenvolvimento na educação musical e os diferentes tipos de música que podem despertar emoções e evocar lembranças, provocando uma série de respostas do corpo.

Assim, afirma que há um envolvimento lúdico capaz de criar conexões artísticas, estéticas e afetivas.

Por isso, ouvir determinada canção e se sentir teletransportado para um momento importante da vida ou lembrar de uma pessoa ou produto são acontecimentos comuns.

O modo como as composições podem influenciar o cérebro e mexer com sensações e emoções é considerado um recurso potente, capaz de unir o mercado da música ao meio publicitário.

O fenômeno representa o que a música pode proporcionar: conexões. Assim, quando determinada melodia chama a atenção, ela se fixa na memória, tendo potencial significativo de divulgar a mensagem da marca contida na letra que está associada a ela.

musica violao guitarra

Foto: Juliana Bastos Marques/Wikimedia / CC 4.0

Campanhas com músicas podem ajudar a aumentar as vendas

Segundo pesquisa da ‘Soundtrack Your Brand’, empresas que atrelam músicas diretamente ao marketing vendem 9,1% mais em comparação àquelas que utilizam canções aleatórias, que funcionam apenas como pano de fundo para compor seu repertório.

Veja também:
Morte de Cássia Eller: a partida inesperada que virou caso de polícia

Se, por um lado, é perceptível uma parceria de sucesso entre música e publicidade ao longo da história, por outro, é importante que os profissionais estejam atentos às novas potencialidades que a relação pode gerar no mercado. O pensamento inovador, criativo e atualizado é um caminho que pode ser considerado frutífero.

Participar de atividades ligadas ao tema pode ser uma maneira de o profissional se manter conectado às tendências do mercado.

Ao se envolver em um evento de criatividade e inovação, por exemplo, é possível explorar novas perspectivas, aprender com especialistas e trocar ideias com colegas.

Esses espaços operam como oportunidades para a inspiração e o desenvolvimento de abordagens autênticas, essenciais para ganhar destaque no cenário publicitário.

A autenticidade é a principal contribuição do ‘Music branding’ para o mercado. Campanhas criativas musicalmente conseguem transmitir a mensagem da marca e, ao mesmo tempo, despertarem o interesse do público.

O resultado é uma ampliação da receptividade e uma maior adesão do mercado consumidor, o que impacta diretamente nas vendas.

Cases de sucesso de parcerias musicais na publicidade

Pensando nisso, empresas de diversos setores investem em parcerias com figuras já consagradas no ramo musical a fim de potencializar o alcance da publicidade.

A busca por quem vai estrelar a campanha se baseia em vários fatores, como o potencial do artista para transmitir a mensagem desejada, a sua performance e a capacidade de gerar uma conexão produtiva com o público-alvo.

Veja também:
Família diz que ex-cover de Marília Mendonça ameaçou fãs da cantora

Um exemplo de case nacional de sucesso é a recente parceria entre a empresa MRV e a dupla sertaneja Maiara e Maraisa.

Com o lançamento do hit chamado ‘Meu primeiro apê‘, a campanha viralizou, deixando o jingle na boca dos brasileiros.

A diretora de marketing da marca, Alexia Drummond, afirmou, em entrevista à imprensa, que a escolha das cantoras ocorreu por elas terem características em consonância com o que a empresa busca.

O fato de a dupla ser dona de uma imagem com a qual o público da marca se identifica é uma delas. Drummond destacou a semelhança entre as artistas e o perfil dos potenciais clientes, que são pessoas que batalham para conquistar seus sonhos e se orgulham de suas vitórias.

A proximidade foi relevante porque o objetivo da campanha era cativar os espectadores para conquistar novos consumidores.

Além disso, o fato de serem mulheres também contribuiu para a escolha, especialmente, por serem influenciadoras, com impacto na decisão de compras do público, conforme afirmou a diretora de marketing.

Confira o resultado da campanha da MRV com Maiara e Maraisa:

Outros produtos também usam a estratégia. As marcas de refrigerantes são consideradas referências quando o assunto é unir música às estratégias de marketing.

Os anos 2000, por exemplo, foram embalados pelo jingle ‘Dolly, guaraná Dolly‘, cantado pelo mascote da marca Dollynho.

A Coca-Cola também emplacou diversos sons que, quando escutados, remetem diretamente à bebida, como a música ‘What a Wonderful World‘.

Veja também:
Brasileira acaba presa após enviar 8.000 cartas ao cantor Harry Styles

Já nos anos 1990, o comercial da Guaraná Antártica com os versos ‘Pipoca na panela, começa arrebentar / Pipoca com sal, que sede que dá…‘ tornou-se um fenômeno da história da publicidade nacional, recebendo diferentes prêmios e sendo lembrado até hoje.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Site inusitado revela músicas que NUNCA foram ouvidas no Spotify

Compartilhar