Foto: Reprodução/Instagram

Nego do Borel é condenado a pagar R$ 20 mil a motorista de Uber

Nego do Borel foi condenado a indenizar Wellington Gomes, motorista de Uber, em R$ 20 mil por danos morais. A informação foi divulgada na quarta-feira (21) pelo colunista Leo Dias, no UOL.

De acordo com as informações, o condutor entrou com a ação após ser alvo de uma brincadeira nas redes sociais de Nego do Borel, que publicou sequência vídeos da corrida em 31 de janeiro de 2018.

Em nota, a assessoria do cantor afirmou que irá recorrer da decisão, já que o “processo ainda está em curso”, mas que o funkeiro não irá comentar o caso.

“O processo ainda está em curso e o cantor Nego do Borel não se pronunciará em respeito às partes e ao judiciário. Os vídeos que o cantor publica em suas redes sociais sempre buscam descontrair os envolvidos e os seus seguidores. Jamais com a intenção de submeter quem quer que seja a qualquer constrangimento”, diz o comunicado.

Durante o trajeto, o cantor teria feito comentários como: “Será que nós vamos passar por lá? Ali naquela casa de show que o dono da casa é um tal de vai lhe enrabar e vai lhe enrabando?”.

Os vídeos foram apagados das redes sociais, mas viralizaram no WhatsApp e foram salvos por Gomes, que utilizou as gravações como prova da situação que ele classificou como “vexatória e humilhante”.

Esvaziando o bolso

Vale lembrar que, no último sábado (17), o cantor se recusou a fazer o teste do bafômetro e acabou multado em R$ 2.934,70 e teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e suspensa por um ano.

Veja também:
Nego do Borel recusa bafômetro, é multado em R$ 2,9 mil e perde CNH

O carro foi liberado para ser conduzido por outra pessoa. Como a carteira dele é provisória, o cantor tem direito a recorrer da decisão.

Compartilhar