Foto: reprodução / Instagram

Nicki Minaj cancela show na Arábia Saudita e fãs ameaçam cometer suicídio

A rapper Nicki Minaj anunciou, nesta terça-feira (9), o cancelamento do show que faria na cidade de Jidá, na Arábia Saudita, na próxima semana. O motivo foi uma demonstração de apoio às mulheres e à comunidade gay deste país, ainda tão conservador.

“Depois de uma reflexão cuidadosa, decidi não fazer meu show programado no ‘Jeddah World Fest’. Embora não queira nada mais que levar meu show a meus fãs na Arábia Saudita, depois de me informar melhor sobre estes temas, acho que é importante para mim deixar claro meu apoio aos direitos das mulheres, à comunidade LGBTQ e à liberdade de expressão”, disse Minaj, em uma declaração enviada à uma agência de notícias francesa, por seu representante.

Nicki Minaj era uma das atrações principais do festival, que também contará com a presença do britânico Liam Payne e do DJ americano Steve Aoki, com transmissão mundial pela MTV,. Um evento como este reflete certa abertura por parte do reino no que diz respeito à entretenimento, porém, para várias ONGs locais, ainda é tempo de pedir por libertação no país.

Foi o caso da ONG Human Rights Foundation, que enviou uma carta aberta para Nicki Minaj solicitando que ela “recusasse o dinheiro do regime”, não fizesse o show e ainda utilizasse seu alcance global para expor os problemas pelos quais a Arábia Saudita ainda passa no que se refere às mulheres e à comunidade gay. A organização também pediu que ela reivindicasse a libertação de mulheres ativistas na prisão e sob julgamento.

Veja também:
Guitarra para mulheres: você conhece o modelo especial com 'espaço para os seios'?

O presidente da ONG deu uma declaração polêmica ao citar outros artistas que, ao contrário de Nicki, escolheram se apresentar no país. “A postura moral de Minaj difere de artistas célebres como J-Lo (Jennifer Lopez) e Mariah Carey que, no passado, escolheram encher seus bolsos com milhões de dólares e apoiar governos ditatoriais em oposição à comunidades oprimidas e ativistas de direitos humanos presos”, disse ele.

Repercussão

Após o cancelamento do show, Nicki Minaj recebeu várias mensagens de fãs decepcionados com o ocorrido. Alguns deles até ameaçaram cometer suicídio.

“Estou cansada dos meus fãs me enviando DMs dizendo que querem cometer suicídio. Vocês nunca saberão as coisas que meus fãs expressam para mim privadamente. Eu ficaria devastada se um dos meus fãs fossem presos ou agredidos por expressarem quem são. Deus é AMOR. SEM desrespeito pelo governo saudita”, tweetou ela.

Diante disso, Nicki Minaj utilizou suas redes sociais, Twitter e Instagram, para saber mais dos seus fãs sauditas a real situação no país. Veja:

#COMENTE

Compartilhar