Novo disco de Taylor Swift deve abordar briga com Kim Kardashian

Capa de'Reputation', novo álbum de Taylor Swift (Divulgação)

Capa de ‘Reputation’, novo álbum de Taylor Swift (Divulgação)

A cantora Taylor Swift anunciou, na última quarta-feira (23), que vai lançar um novo álbum, intitulado ‘Reputation’. O trabalho chega a público em 10 de novembro. Uma das canções, inclusive, chega a público nesta quinta-feira (24).

Diversos sites internacionais têm apontado que uma das músicas de ‘Reputation’ deve abordar a briga que Taylor Swift teve com a socialite Kim Kardashian e seu marido, o rapper Kanye West. A faixa em questão deve apresentar o ponto de vista de Taylor diante da confusão, visto que ela não se manifestou muitas vezes sobre o assunto.

Há motivos para que muitos acreditem que essa temática seja abordada em uma nova música. O principal está relacionado aos vídeos de cobra que Taylor Swift divulgou em seu Instagram, antes de anunciar ‘Reputation’. Foi justamente de “cobra” que Kim Kardashian chamou Taylor, após tê-la, supostamente, desmascarado na internet.

O histórico de Taylor Swift como compositora reforça a possibilidade. A cantora é conhecida por utilizar usas experiências pessoais para escrever suas músicas – até assuntos polêmicos, como a briga com a cantora Katy Perry descrita em ‘Bad Blood’, não costumam ficar de fora.

Entenda a briga

A situação entre Taylor Swift e o casal Kardashian-West azedou quando, no início de 2016, Kanye West lançou a música ‘Famous’. Na composição, o rapper chama Taylor Swift de “vadia” e diz que eles poderiam transar, porque ele a fez ficar famosa.

Veja também:
Cantor do Imagine Dragons diz ser Illuminati e 'entrega' outros artistas da seita

Por meio de representantes, Taylor Swift revelou que sabia do teor da música, mas que desconhecia o verso onde era citada. Ela só sabia do ‘teor misógino’ da composição e teria tentado alertar Kanye sobre as consequências de divulgar algo assim.

Dias depois, durante a premiação do 58° Grammy Awards, Taylor Swift fez um discurso e alfinetou Kanye West. “Gostaria de falar a todas as jovens mulheres: muitos vão tentar deter o seu sucesso e tomar os créditos pela sua fama. Não deixe elas te desviem da sua rota. Se você estiver focada e não deixar essas pessoas te tirarem do seu caminho, um dia você chegará onde deve”, disse.

A polêmica ganhou novos contornos quando, em junho de 2016, Kanye West lançou um clipe para ‘Famous’, no qual várias celebridades aparecem nuas, representadas por bonecos de cera. Entre os famosos, está, obviamente, Taylor Swift.

Kim Kardashian entrou na briga ao divulgar, em 17 de julho de 2016, uma gravação de uma conversa por telefone com Taylor Swift, onde ela aprova a letra de ‘Famous’. “Estou muito feliz que você teve o respeito em me telefonar e contar tudo, como um amigo, sobre a música”, disse a cantora na gravação. Em post nas redes sociais, Kim batizou a data em questão de “dia nacional da cobra”.

Veja também:
Pai de Michael Jackson, Joe Jackson morre aos 89 anos

Taylor Swift não gostou nada da divulgação do áudio e negou ter conhecimento sobre o caso. “Onde está o vídeo com Kanye me dizendo que iria me chamar de vadia na música? Não existe, porque nunca aconteceu. […] Queria acreditar em Kanye quando ele disse que eu ia adorar a música. Queria que fôssemos amigos. Ele prometeu me mostrar a música antes de lançar, mas nunca o fez. Tentei ser legal no telefone, mas não tenho como aprovar algo que não escutei”, afirmou a cantora.

Frequente desconforto

Não é a primeira situação constrangedora envolvendo Kanye West e Taylor Swift. Em 2009, quando a cantora foi anunciada como vencedora da categoria “Melhor vídeo feminino” do MTV Video Music Awards (VMA), o rapper subiu ao palco e protestou em favor de Beyoncé, que concorria ao prêmio.

Rumores apontam que eles fizeram as pazes anos depois e chegaram a aparecer juntos, em fotos amistosas, no Grammy de 2015.

Por Igor Miranda (@silvercm)

#comentários