O rock não é um gênero para o negro, afirma Seu Jorge - Revista Cifras

O rock não é um gênero para o negro, afirma Seu Jorge

Seu Jorge como Pelé dos Santos, em'A Vida Marinha de Steve Zissou' (Divlugação)

Seu Jorge como Pelé dos Santos, em ‘A Vida Marinha de Steve Zissou’ (Divlugação)

Durante entrevista concedida para o site Noisey, o cantor e ator Seu Jorge falou sobre seu novo disco, intitulado “Músicas para churrasco: volume II”, e de outros assuntos relacionados às suas carreiras nas duas áreas.

Seu Jorge falava sobre o papel do personagem Pelé dos Santos, que interpretou no filme “A Vida Marinha com Steve Zissou” (com Bill Murray, Owen Wilson e outros), quando foi questionado o motivo pelo qual cantou músicas de David Bowie em português. Direto, o cantor respondeu que “não tinha necessidade de fazer a versão de Starman se já existe uma maravilha e a única dentro da lyrics. Na época eu não falava inglês e, mesmo que falasse, não escreveria em inglês”.

Veja também:  Ex-Spice Girl Mel B acusa ex-marido de agredi-la por 10 anos

O músico e ator foi além em sua reflexão e ponderou sobre o rock não ser um estilo musical para negros – ao menos, a interpretação permite considerar que ele se refere àqueles que são brasileiros. “Pô, eu sou brasileiro, nasci no Rio. Sou do subúrbio. O rock não chegou. O rock não é um gênero pro negro, apesar de Jimi Hendrix. Suspeito até que o reggae o negrão aqui não gosta. Quem gosta de reggae mesmo é a galera do surfe, o pessoal da Guarda do Embaú, eles gostam. A negrada na favela não escuta o reggae music. Talvez porque a imagem do reggae ou do Bob Marley ou do dread esteja associada à maconha, que associa à polícia, que associa à repressão, que associa a um monte de coisas. Me lembro de não ter ouvido rock n roll”, afirmou.

Veja também:  Depeche Mode: banda divulgou o videoclipe de "Soothe My Soul"

Por Igor Miranda

#comentários

Compartilhar