Operação da Polícia Federal investiga a banda Aviões do Forró

Vocalistas Xand e Solange Almeida foram levados para depor (Divulgação)

Vocalistas Xand e Solange Almeida foram levados para depor (Divulgação)

Uma operação deflagrada pela Polícia Federal (PF) em conjunto com a Receita Federal, na última terça-feira (18), investiga quatro conjuntos musicais administradas pela A3 Entretenimento. Entre elas, está a banda Aviões do Forró. As atividades do grupo empresarial também são apuradas pela PF.

Chamada de “For All”, a operação investiga fraudes no Imposto de Renda supostamente cometidas pela A3. Estima-se uma omissão de valores de mais de R$ 500 milhões, de acordo com a Receita Federal.

Cerca de 260 policiais federais e 35 auditores cumpriram 76 mandados judiciais, sendo 32 de condução coercitiva e 44 de busca e apreensão em três cidades do Nordeste: Fortaleza (CE), Russas (CE) e Sousa (PB). Foram bloqueados 163 imóveis, 38 veículos de pessoas físicas e 31 automóveis de pessoas jurídicas.

Os cantores Xand e Solande Almeida, da Aviões do Forró, foram levados a uma das sedes da PF para prestar depoimento. Eles foram liberados em seguida.

Segundo a PF, existem indícios de que integrantes do grupo empresarial ofereciam dados falsos ou omitiam dados em declarações de Imposto de Renda, além de adquirirem bens sem declarar ao Fisco. O intuito, de acordo com os oficiais, era o de sonegação de impostos.

Representantes da A3 Entretenimento disseram a veículos de comunicação que não vão comentar sobre o assunto. A banda Aviões do Forró divulgou a seguinte nota:

Veja também:
Rua de São Paulo ganha pintura de Pabllo Vittar em clima de Copa

“Informamos que estamos cientes e colaborando com as investigações da Polícia Federal Brasileira. A banda Aviões está à disposição da Justiça para esclarecimentos e segue com sua agenda de shows inalterada”.

Por Igor Miranda

#comentários

Compartilhar