Foto: Divulgação

Ozzy Osbourne já disse que ficou ‘empolgado’ com os ataques de 11 de setembro

O astro do rock Ozzy Osbourne não é exatamente conhecido por seus pensamentos. O cantor, que viveu décadas de abuso de álcool e drogas – mas hoje promete estar sóbrio -, raramente se manifesta sobre ocorridos do mundo fora da música.

  • Sabia que leitor do Revista Cifras tem descontos exclusivos e frete grátis na primeira compra em roupas, livros e QUALQUER produto comprado no site da Amazon? Para garantir, basta realizar a compra clicando por aqui.

Entretanto, em 2014, durante entrevista concedida ao site Shortlist, o cantor quebrou o protocolo e falou sobre os atentados terroristas aos Estados Unidos, que aconteceram no dia 11 de setembro de 2001.

Veja também:
A polêmica história de quando Ozzy Osbourne mordeu um morcego

Ozzy Osbourne fala do 11 de setembro

O assunto no momento era um jantar que Osbourne teve com George Bush – e alegou que o ex-presidente dos EUA estava bêbado e agiu como um idiota.

Ozzy falou sobre a sua experiência na época do ataque terrorista. “Bush não estava no cargo nem há cinco minutos e aconteceu aquilo. Estávamos em Nova Iorque quando isso tudo ocorreu. Eu não estava com medo, estava empolgado”, afirma o Madman.

O cantor até tentou explicar o porquê da “empolgação”. “Era o meu tipo de loucura, entende? No dia seguinte, não havia ninguém em Nova Iorque. Sentei nas escadas do hotel e foi como um filme antigo de cowboy, com aqueles rolos que passam pela estrada. Jornais flutuavam pelas ruas. Foi estranho”, comenta.

Ozzy Osbourne é diagnosticado com Mal de Parkinson em estágio 2

Compartilhar