cristiano araújo

Justiça mantém condenação de motorista pela morte de Cristiano Araújo

Em janeiro de 2018, o motorista Ronaldo Miranda foi condenado pelas mortes do cantor sertanejo Cristiano Araújo e da namorada dele, Allana Moraes. O casal faleceu em um acidente, cujo carro era conduzido por Miranda, na BR-153, em Goiás, em junho de 2015. Agora, o Tribunal de Justiça de Goiás analisou um recurso da defesa do réu, mas decidiu por manter a condenação.

Na decisão em primeira instância, Ronaldo Miranda foi condenado a 2 anos e sete meses de detenção em regime aberto, mas a pena foi convertida em prestação de serviços comunitários e pagamento de multa de R$ 25 mil. Ele foi declarado culpado pelo crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Veja também:
Gafe! Naldo Benny anuncia Felipe Araújo como Cristiano, seu irmão falecido

Logo em seguida, a defesa do réu recorreu da decisão, pedindo por sua inocência. Os advogados argumentam que o motorista foi condenado por responsabilidades que não lhe cabiam.

“Ele foi condenado, por exemplo, pela falta do uso do cinto de segurança das vítimas, mas isso não era de responsabilidade dele, ele não teria como ter poder sobre isso. Essa pena que prevê pagamentos para a família das vítimas não foi pedida pelo Ministério Público do Estado de Goiás. Vamos recorrer da decisão até a última instância, se for preciso”, comentou, à época, o advogado.

Cristiano Araújo morreu na manhã de 24 de junho de 2015, após um acidente de carro na rodovia BR-153, entre as cidades de Morrinhos e Pontalina, em Goiás. Ele tinha 29 anos e Allana Moraes, de 19, que o acompanhava na viagem, também faleceu.

Araújo voltava de um show em Itumbiara, sul de Goiás, quando o veículo que ele estava, uma Range Rover, saiu da estrada e capotou. Ele foi levado a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Na ocasião, as investigações concluíram que o motorista dirigia o carro acima da velocidade permitida e com as rodas do veículo danificadas.

Veja também:
Gabriel Diniz e Cristiano Araújo são homenageados no 'Troféu Domingão 2019'

Sou jornalista, mas nas horas vagas gosto de fingir que sou influenciador digital. Me segue no insta! @meunomenaoedolfo

Compartilhar