Ronnie Wood, dos Rolling Stones, revela câncer e diz que pensou em morte

Curado, Wood disse que recusou quimioterapia por causa do cabelo (Rp./Instagram)

Curado, Wood disse que recusou quimioterapia por causa do cabelo (Rp./Instagram)

O guitarrista Ronnie Wood, integrante dos Rolling Stones, falou pela primeira vez sobre o diagnóstico de um câncer de pulmão, obtido três meses atrás, mas só divulgado agora. Graças à doença, ele teve que remover grande parte de seu órgão em questão.

Em entrevista ao Daily Mail, o músico, de 70 anos, disse que está curado, mas que pensou que não conseguiria sobreviver. “Teve uma semana em que tudo estava na balança e poderia ter abaixado as cortinas – hora de dizer adeus. Você nunca sabe o que vai acontecer”, afirmou.

Wood, inclusive, havia parado de fumar uma semana antes do nascimento de suas filhas gêmeas, Gracie e Alice, em 2016. “Tinha esse pensamento no fundo da minha cabeça, um ano após eu parar de fumar: ‘como eu posso ter passado 50 anos fumando – e ainda com outros hábitos ruins – sem algo estar acontecendo comigo?'”, disse.

O diagnóstico precoce foi fundamental para que Ronnie Wood conseguisse a cura. Apesar disso, o músico ainda se lembra dos períodos sombrios pelos quais passou enquanto lidava com o câncer.

“Estava preparado para as más notícias, mas tive fé de que tudo ia ficar bem. Além dos médicos, nós não contamos para ninguém porque não queríamos colocar ninguém no inferno que estávamos passando. Mas coloquei na minha cabeça que, caso tivesse se espalhado, não iria fazer quimioterapia, não usaria isso no meu corpo”, disse.

Veja também:
Preta Gil conta que dormia na aula para ir a shows com seus pais

Curiosamente, o motivo para ter recusado a quimioterapia foi o desejo de manter seus cabelos. “Eu não queria perder meu cabelo. Esse cabelo não vai a lugar nenhum. Eu disse: ‘de jeito nenhum’. E apenas mantive a fé de que daria certo”, afirmou.

Por Igor Miranda (@silvercm) e Estadão Conteúdo