Saiba como foi o julgamento de Taylor Swift e DJ que ela acusa de abuso sexual

Em 2016, TMZ divulgou foto que comprovaria assédio sexual (Reprodução)

Em 2016, TMZ divulgou foto que comprovaria assédio sexual (Reprodução)

A cantora Taylor Swift participou, nesta semana, do segundo julgamento contra o apresentador de rádio DJ David Mueller. Ela o acusa de cometer abuso sexual.

De acordo com informações da revista People, Taylor Swift manteve-se calma durante a sessão. No entanto, sua mãe, Andrea Swift, que é uma das defensoras do caso, pareceu um pouco emocionada enquanto estava sentada ao lado da filha.

O advogado de Taylor Swift, Douglas Baldridge, disse que ela representa todas as mulheres na ocasião e que esse é um caso de abuso sexual no local de trabalho. “Uma mulher é assediada. Ela reporta isso e é processada. Isso não faz sentido”, disse.

O jurista afirmou que ninguém deve ser assediado, onde quer que esteja. “Ela está tentando dizer às pessoas que você pode dizer não quando alguém comete um abuso, não importa quem são eles. Apalpar uma mulher por trás é um assédio e sempre está errado. Nenhuma mulher – rica, pobre, famosa ou não – não quer que isso aconteça”, complementou.

Em seu depoimento, David Mueller alegou: “Minha mão teve contato com uma parte de seu corpo. O que parece ser suas costelas”. O DJ negou que tenha confundido as costelas de Taylor com seu bumbum e, questionado se ele havia processado a cantora para obter ganhos financeiros, ele respondeu que é humilhante ser acusado de algo tão depreciativo.

Veja também:
Agência se recusa a vender ingresso para show de Thiaguinho a pessoas negras

Em resposta, o advogado de Taylor afirmou que sua cliente está pedindo apenas um dólar do veredito, porque ela não está tentando levá-lo à falência. Ao júri, composto por dois homens e seis mulheres, o jurista ainda relatou que logo após o episódio, em 2013, Swift disse a alguém de sua equipe: “Esse cara acabou de apalpar meu bumbum”.

Ainda não se sabe quando o veredito será revelado. Em 2016, o TMZ divulgou uma foto que registra o suposto abuso. Veja:

Por Igor Miranda (@silvercm) e Estadão Conteúdo

#comentários

Compartilhar