Foto: Reprodução/Instagram

‘Michael Jackson urinava no chão e arremessava fezes de animais’, dizem ex-empregadas

Segundo informações de empregadas que trabalhavam na casa do astro Michael Jackson, o cantor vivia cercado por sua própria sujeira e possuía péssimos hábitos higiênicos e comportamentais. De acordo com funcionários do rancho Neverland, o músico teria chegado a urinar em um tapete em frente aos empregados.

O músico, que morreu vitima de uma overdose da medicação Propofol em junho de 2009, foi rotulado como “a pessoa mais suja de Hollywood” por um grupo de empregadas que trabalharam em sua residência.

As informações foram divulgadas em 2014 e elas, que não quiseram se identificar, afirmam que Michael “mudou” quando foi acusado pela primeira vez de abuso infantil em 1993.

Em entrevista uma delas falou: “Michael algumas vezes corria pela casa onde estavam os animais e espalhava cocô pelo lugar. Se você dissesse alguma coisa, ele ameaçava jogar bolas de fezes em você”.

Outra empregada completou: “Toda sua vida mudou em 1993, quando ele teve que pagar aquele garoto. Eu afirmo, ele era a pessoa mais suja de Hollywood”.

Uma terceira empregada contou sobre quando a apresentadora de TV americana Oprah Winfrey visitou o local para uma entrevista e momentos depois de sua saída da residência, Michael se aliviou no tapete da casa.

“Ele literalmente fez xixi no chão na entrada da casa, bem onde você viu momentos antes Oprah entrar. Foi surreal. Ele simplesmente ficou ali, abriu as calças e molhou o chão. Houve muitas vezes que eu tive que entrar no quarto e trocar seus lençóis sujos. Eu não conseguia entender como ele podia dormir em tanta sujeira. Tinham meias e cuecas na cama, restos de comida, garrafas vazias de vinho e uísque no chão. Você simplesmente sabia que ele havia urinado, o lugar fedia”, disse.

Aaron Carter revela por que Michael Jackson gostava tanto de estar com crianças