Foto: Divulgação

Simone e Simaria quebram silêncio e explicam por que não citaram ‘Iemanjá’

As irmãs Simone e Simaria se envolveram em uma baita polêmica durante essa semana: elas foram acusadas de intolerância religiosa após participarem do ‘Música Boa Ao Vivo’, no canal pago Multishow. Em certo momento de uma canção que cita a divindade Iemanjá, de religiões de matriz africana, a dupla não cantou o trecho.

Após a repercussão negativa do caso, elas quebraram o silêncio sobre o assunto. Em entrevista concedida ao portal Uol, elas deram sua versão da história e explicaram o porquê de não terem cantado o verso da música.

Antes, Simone chegou a tirar sarro da situação e cantou o trecho que gerou a polêmica: “Quer que eu cante? Flores brancas, paz e Iemanjá!”.

Simaria, então, completou: “Eu nem sabia cantar aquilo. Vou mentir para vocês? Eu estou de mudança, as minhas malas todas no meio do quarto. Eu disse: ‘Simone, eu vou jogar pra tu, porque não sei cantar essa música não!’. Tem outra coisa. Todo mundo escolheu junto, cara. Temos um grupo [no WhatsApp] em que todos concordaram com aquela música”.

“É porque o povo fica criando situações…”, começou Simone. “O povo é sem-vergonha mesmo”, interrompeu Simaria.

Simone finalizou o assunto garantindo que, apesar de elas serem evangélicas, a dupla respeita todas as religiões e que o Brasil é um país livre.

Entenda o caso envolvendo Simone e Simaria

As coleguinhas deixaram de cantar um trecho que cita Iemanjá – divindade das religiões candomblé e umbanda – durante o ‘Música Boa Ao Vivo’, do ‘Multishow’, na noite de terça-feira (6). Em função disso, foram alvo de críticas nas redes sociais.

Na ocasião, Simone e Simaria cantavam a canção ‘Quero Ser Feliz Também’, da banda Natiruts, ao lado de Iza, que apresentou o programa, e dos convidados Gloria Groove e a dupla Matheus e Kauan. Ao chegarem no trecho “flores brancas, paz e Iemanjá”, as duas ficaram em silêncio e não citaram a divindade.

O detalhe foi divulgado na quarta-feira (7) pela colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, mas alguns fãs da dupla já haviam percebido. “Tem medo de falar Iemanjá só porque é evangélica?”, questionou um internauta no Instagram de Simone. “Me conta uma coisa …..não pode falar Iemanjá?”, perguntou outra, agora no perfil de Simaria.

De acordo com Fábia Oliveira, Simone foi quem mais se mostrou desconfortável com o trecho. A colunista apontou que a reação dela “saltou aos olhos do público que estava na plateia”. Um vídeo da passagem de som, que foi divulgado pela colunista, mostra que elas não cantaram essa parte nem mesmo no ensaio.

Em resposta à polêmica, a assessoria de Simone e Simaria afirmou que cada trecho das músicas com participações é definido anteriormente. Dessa forma, já estava combinado que elas não cantariam o trecho em questão. Ainda segundo a comunicação da dupla, a escolha não foi proposital e as irmãs não se negariam a performar qualquer música por religião – elas são evangélicas.

Assista ao trecho da apresentação:

Veja o vídeo dos bastidores:

Veja também:
Xanddy é acusado de intolerância religiosa, se defende e pede desculpas
Compartilhar