suzane

Suzane ex-Richthofen entra pra mesma faculdade que fazia antes de matar os pais

Suzane Louise Magnani Muniz, previamente conhecida pelo sobrenome von Richthofen, marcou seu retorno ao cenário acadêmico ao ingressar no curso de Direito na Universidade São Francisco, situada em Bragança Paulista, São Paulo.

  • Novo PlayStation®5 Slim + acessórios e games com o melhor preço do Brasil, frete grátis e entrega super rápida? Só pode ser clicando aqui!

Esse passo vem após mais de duas décadas do episódio que interrompeu sua jornada educacional na mesma área de estudo.

Na ocasião, Suzane foi condenada pela morte dos pais, um caso que chocou o país em 2002.

Segundo detalhes divulgados pelo jornal ‘O Globo’, essa reinserção acadêmica ocorre em um momento significativo de sua vida pessoal, um mês após o nascimento de seu primeiro filho, fruto de sua união com o médico Felipe Zecchini.

Após uma tentativa anterior de concluir o curso de Direito na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Suzane condenada a 39 anos de prisão – enfrenta agora o desafio de se reintegrar ao ambiente acadêmico.

Seus primeiros dias de aula foram marcados por uma discreta ausência nas atividades de boas-vindas, onde novos estudantes tradicionalmente se apresentam.

Para conquistar sua vaga na universidade, Suzane aproveitou sua pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), adentrando o curso com a mensalidade beneficiada por um desconto significativo. Na instituição, o valor da mensalidade é de R$ 1.220,68, mas ela oferece modalidade com desconto de 50% dessa quantia.

Veja também:
Vaza carta que Daniel Cravinhos enviou para Andreas von Richthofen

Na nova fase acadêmica, Suzane optou por uma abordagem discreta, escolhendo um lugar na última fileira da sala, perto da saída, durante suas primeiras aulas. Apesar de cumprimentar os colegas, manteve uma postura reservada, evitando prolongar conversas.

Suzane - prisão

Foto: Reprodução

A notícia da presença de Suzane Von Richthofen na universidade rapidamente ganhou espaço entre os estudantes, viralizando por meio de grupos de WhatsApp, onde fotos e vídeos dela começaram a circular.

Contudo, apesar da atenção recebida, Suzane mostrou-se indiferente, focando em sua presença e participação nas aulas através de seu dispositivo móvel.

Este não é o primeiro esforço de Suzane para avançar sua educação após crime que a levou à prisão. Desde que progrediu para o regime semiaberto, ela demonstrou um interesse contínuo em sua formação acadêmica, alcançando aprovação em diversos cursos superiores.

Apesar de enfrentar obstáculos legais e sociais em suas tentativas anteriores de frequentar a universidade, ela parece não desistir de buscar novas oportunidades de aprendizado, culminando em sua recente matrícula no curso de Direito.

  • Novo PlayStation®5 Slim + acessórios e games com o melhor preço do Brasil, frete grátis e entrega super rápida? Só pode ser clicando aqui!

Crime real e absurdo inspirou a história da novela ‘Travessia’; você lembra?

Compartilhar