Foto: reprodução / Instagram

Filhos de Tim Maia estão em guerra na Justiça pelo espólio do pai

Morto em 1998, aos 55 anos de idade, o cantor Tim Maia deixou para trás dois filhos: Leo e Carmelo. Apenas um deles é biológico – o outro, de criação, nunca teve a paternidade reconhecida oficialmente. E, agora, os dois estão travando uma verdadeira guerra na Justiça pelo espólio do pai.

Carmelo, o filho biológico, não quer aceitar dividir a herança com Leo, o enteado. No último dia 14 de agosto, Carmelo entrou com uma ação indenizatória contra Leo com o objetivo de “resguardar o patrimônio intelectual de Tim Maia contra o aproveitamento parasitário” do irmão.

A ação trata, mais especificamente, do projeto ‘Tim Maia for Kids’ – onde Leo canta as músicas do pai para um público infantil. Carmelo não quer que o irmão continue executando as canções nem utilizando o nome do cantor. Com o pedido deferido pela Justiça, Leo foi obrigado a remover a página da internet e impedido de continuar com o espetáculo.

O juiz, no entanto, permitiu que ele cantasse as músicas do pai – desde que não explorasse o nome e imagem dele para fins comerciais e de divulgação. Carmelo, então, fez novo pedido na Justiça, e quer que o irmão seja completamente proibido de uso do repertório musical do pai.

Leo foi criado por Tim Maia desde o dia de seu nascimento e era filho de Geisa, a viúva do cantor. Ele era conhecido por odiar assuntos burocráticos, então, a esposa nunca teve coragem de pedir que o músico resolvesse a situação do filho adotivo no papel.

“Vejo essa briga com muita tristeza, porque eu amo os dois incondicionalmente. Não entendo por que o Carmelo está fazendo isso com o Leo, deixa o menino trabalhar”, diz Geisa Gomes da Silva, mãe de ambos, em entrevista à revista ‘Veja’.

Anteriormente, Carmelo já moveu outros processos judiciais contra Leo.

Veja também:
Ariana Grande processa loja de roupas por usar 'sósia' em anúncio
Compartilhar