Foto: reprodução / Instagram

Viúva de Mr. Catra desabafa após morte do funkeiro: ‘total desespero’

A viúva de Mr. Catra, Silvia Catra, usou o Instagram nesta quinta-feira (13) para desabafar sobre o cantor, que faleceu no último domingo (9). Ela revelou estar desesperada e diz sentir falta dos cuidados e mimos que dava ao funkeiro.

“Sempre fiz de tudo para ele. Dava banho, fazia a barba, cortava o cabelo e, quando ele entrava no banheiro, deixava a roupa dele arrumada. Eu dava comida na boca e aparava até os pentelhos se fosse preciso”, escreveu. “Estou em total desespero. Desejo ouvir um ‘Silvia faz isso para mim, pega aquilo para mim’. Acho que estou ficando louca”, completou.

Leia abaixo na íntegra.

View this post on Instagram

bom dia …venho aqui compartilhar com vcs o meu desespero 😔eu sempre fui uma pessoa que sempre fiz de tudo para o meu marido ,dava banho ,fazia a barba ,cortava o cabelo ,quando ele entrava para o banheiro deixava a roupa dele arrumada,esses anos todos que passei ele nunca escolheu uma roupa sempre eu que escolhia tudo dava comida na boca 👄 aparava até os pentelhos se fosse preciso… eu chegava até a dizer o wagner não para de me chamar ….acho que ele me chamava umas 40 .50 vezes por dia quem frequentava nossa família como amigos mais chegados,família sabem muito bem do que eu estou falando agora me vejo em um total desespero pedindo pelo amor de DEUS pra ele me chamar e eu não consigo escutar tenho levantado todos esses dias com o coração desejando ouvir um Silvia faz isso pra mim ,pega aquilo pra mim … Que tristeza gente 😭😭😭😭😭. acho que estou ficando louca 😭😭😭😭por mais que eu saiba que ele está com Deus sempre tenho a impressão de que ele vai entrar pela porta Gritando meu amor cheguei Desculpa 😔😔foi só um desabafo

A post shared by Silvia Mr Catra (@silviacatra) on

Na quarta-feira (12), Silvia compartilhou um vídeo de Mr. Catra refletindo sobre como a existência das pessoas continua presente mesmo após a morte. “O bagulho não é o corpo. O corpo é só o transporte, irmão. A criação [existência] é a alma e o espírito, é a energia, um bagulho que não se dissipa nunca. Uma vez acesa nunca mais se apaga só se você mesmo se programar para você se apagar”, disse o músico.

Assista:

Mr. Catra não deixou nenhum patrimônio material para os 32 filhos

Compartilhar