Foto: Reprodução wesley safadao

Wesley Safadão reduz 250 shows no ano para 50 após receber diagnóstico

Wesley Safadão decidiu realizar uma pausa nos shows após receber um diagnóstico de ansiedade. O cantor de 35 anos reduziu o número de apresentações que realiza por ano.

  • Hey! Que tal dar uma olhadinha nas ofertas do dia? Depois não vai dizer que eu não avisei! Basta clicar aqui. Tem descontos em TODAS as categorias.

De acordo com a decisão dele, a média até então de 250 shows deve cair para apenas 50 em 2024. A decisão foi tomada depois de o artista sofrer com crises de ansiedade.

No ano passado, o cantor deu uma entrevistas ao programa ‘Fantástico’, da TV Globo, onde revelou ter dado uma pausa em seus shows, após um diagnóstico de transtorno de ansiedade.

A ansiedade é uma condição que afeta mais de 18 milhões de brasileiros e é caracterizada por um sentimento de medo frente a um perigo desconhecido.

De acordo com a psicóloga Blenda Oliveira, todo mundo carrega um pouco do transtorno, mas quando ele se torna exagerado, vira um problema patológico.

“Estava a caminho de um show em Minas e comecei a passar mal dentro do carro. Eu comecei a sentir faltar ar, queria respirar e não conseguia. ‘Eu quero ir para o hospital, acho que eu estou morrendo’. Eu não sentia meus dedos”, contou Wesley Safadão no programa.

Veja também:
O verdadeiro significado da música 'Vermelho', de Fafá de Belém

O músico disse que foi diagnosticado com transtorno de ansiedade e que resolveu pausar os compromissos profissionais para cuidar da saúde mental.

Segundo a psicanalista, Blenda Oliveira, existe o dito como ansiedade “boa” e a ansiedade “patológica”. A diferença das duas está na frequência e intensidade.

A ansiedade boa é aquele sentimento comum que todos temos dentro de nós. Funciona como uma espécie de motor, pode fazer parte dos momentos de realização, curiosidade, da vontade de crescer, de aprender, é uma energia que move você adiante”, explica a especialista.

wesley safadão

Foto: Reprodução/Instagram

“Já a ansiedade patológica, tem uma frequência e intensidade muito grande, podendo tornar a vida disfuncional. A pessoa começa a ter sintomas físicos, como taquicardia, dores no estômago, problemas de pele e de sono, comer muito ou não comer, e a dificuldade de dar conta das tarefas do dia a dia, além de seus relacionamentos e compromissos”, complementa.

Blenda explica que quando a ansiedade atinge o estágio de patológica, como no caso de Wesley Safadão, é porque chegou em níveis muito altos.

Então, o transtorno acaba se tornando responsável por paralisar a vida do indivíduo, potencializar uma queda da autoestima e até um aumento da irritabilidade.

Atividade física, meditação, psicoterapia, são alguns dos recursos para lidar com a ansiedade boa, comum. Já quando ela atinge uma fase patológica, é preciso ter ajuda médica e psicológica.

Veja também:
Roseana Murray tem braço amputado e perde uma das orelhas

“Existem pessoas que têm um traço maior de ansiedade, podem ser características de alguém. Gente que corre muito atrás do que quer, quer dar conta de tudo, mas isso não quer dizer que é patológico. Essa pessoa pode aprender a diminuir a ansiedade, a se tranquilizar, mudando o estilo de vida”, ressalta a psicanalista.

“Já no sentido patológico, pode usar de medicações e buscar ajuda médica, complementa ela.

Em todo caso, Blenda ressalta a importância de se manter atento e vigilante no cuidado com a saúde mental.

“Não deixe para cuidar do seu psicológico apenas quando os níveis de ansiedades estiverem altos. O cuidado deve ser diariamente, para prevenir casos como o do cantor, Wesley Safadão”, finaliza.

  • Hey! Que tal dar uma olhadinha nas ofertas do dia? Depois não vai dizer que eu não avisei! Basta clicar aqui. Tem descontos em TODAS as categorias.

Wesley Safadão explica por que decidiu parar de fazer shows

Compartilhar