Zeca Pagodinho é criticado após resposta grosseira no “Altas Horas”

Cantor perdeu a paciência com pergunta'antiga' sobre estilos musicais (Reprod.)

Cantor perdeu a paciência com pergunta ‘antiga’ sobre estilos musicais (Reprod.)

O cantor Zeca Pagodinho foi criticado nas redes sociais após ter dado uma resposta grosseira durante o programa “Altas Horas”, da TV Globo. O momento foi exibido na edição do último sábado (17).

Durante o programa, um jovem na plateia perguntou qual é a diferença entre samba, partido-alto e pagode. “De que tipo de samba você está falando? Tem o samba-enredo, tem o samba de partido-alto, tem o samba de roda”, afirmou Zeca, após chamar a pergunta de “antiga”. “E qual a diferença?”, insistiu o rapaz.

“A diferença é que você tem que fazer o samba. Você cantar um partido-alto não é a mesma coisa que um samba-enredo”, disse Zeca, que escutou, novamente, a pergunta do jovem. “E qual é a diferença entre o partido-alto e o samba-enredo?”, questionou.

Já impaciente, Zeca disse: Poxa, cara, é tão difícil de perceber? E tem que perguntar isso para mim? Vai para a avenida e você vai ver um samba-enredo, vai para o morro e você vai ver o partido-alto, você vai para uma roda de samba no Samba do Trabalhador e você vai ver um samba de roda. Tem que praticar”.

Por fim, o jovem perguntou se a principal diferença era o local onde cada ritmo era tocado. Zeca respondeu: “Mas é claro. Não sou eu quem vai te ensinar isso não”.

Veja também:
John Lennon decidiu o fim dos Beatles, diz Paul McCartney

Devido ao tom de suas respostas, Zeca Pagodinho acabou criticado nas redes sociais. “Zeca Pagodinho não soube explicar a diferença de samba e pagode, e ainda foi grosseiro”, disse um internauta. “Zeca com preguiça de responder a pergunta do menino, coisa feia”, afirmou outra. “Sinto que o Zeca está meio alterado kk”, brincou outra.

Motivação da pergunta

A ideia do rapaz, aparentemente, era reeditar uma questão feita por Jô Soares, há cerca de 20 anos, e que ganhou uma resposta confusa de Zeca. O vídeo da ocasião segue circulando nas redes, em tom de deboche, até os dias de hoje.

Veja o vídeo de duas décadas atrás que motivou a pergunta “reeditada” no “Altas Horas”:

Por Igor Miranda (@silvercm)

Compartilhar