Foto: divulgação

Britney Spears pede greves e riquezas redistribuídas durante pandemia

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a cantora Britney Spears fez uma publicação nas redes sociais que deu o que falar. A artista pediu, na imagem que apresenta apenas texto, que as pessoas sejam mais comunitárias diante das dificuldades e sugeriu que riquezas sejam distribuídas e greves sejam realizadas.

“Durante este período de isolamento, precisamos, mais do que nunca, de conexão. Ligue para as pessoas que você ama, escreva cartas de amor virtuais. Tecnologias como comunicação virtual, streaming e broadcasting são parte da nossa colaboração comunitária”, diz, inicialmente, a imagem compartilhada por Britney Spears.

Em seguida, o texto completa: “Vamos aprender a amar e abraçar uns aos outros pelas ondas da internet. Vamos alimentar uns aos outros, redistribuir riquezas, fazer greves. Vamos entender a própria importância de continuar no lugar em que estamos. A comunhão se move para além de muros. Nós ainda podemos ficar juntos”.

Veja também:
Britney Spears rebate comentários de ódio em fotos de maiô: 'fere meus sentimentos'

A frase citada é atribuída à atriz e cantora Mimi Chu, que nasceu na Malásia, mas vive em Hong Kong. Ainda assim, nas redes sociais, muitos entenderam que o texto havia sido criado por Britney Spears e repercutiram sobre o assunto.

Alguns, inclusive, chegaram a dizer que Britney era alinhada com a ideologia comunista. “Britney escreveu o manifesto comunista”, disse um internauta. “Estamos prontos para a luz, rainha”, afirmou outro. “Por favor, me avise quando você estiver pronta para redistribuir suas riquezas”, comentou uma terceira.

View this post on Instagram

Communion goes beyond walls 🌹🌹🌹

A post shared by Britney Spears (@britneyspears) on

Diversas pessoas célebres, no Brasil e no mundo, foram infectadas pelo Covid-19. Entre elas, estão o ator Tom Hanks e sua esposa Rita Wilson, o jogador de basquete Rudy Gobert, a influenciadora digital Gabriela Pugliesi, a apresentadora Fernanda Paes Leme, o príncipe Charles do Reino Unido e os cantores Di Ferrero, Dinho Ouro Preto, Preta Gil e Xand Avião, entre outros.

Veja também:
Em recuperação, Di Ferrero relata problema no pulmão causado pelo coronavírus

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar