Fotos: Reprodução/Instagram

Ex-mordomo de Roberto Carlos promete histórias curiosas em livro sobre o Rei

Há 42 anos, Roberto Carlos desaprovou e proibiu o lançamento de um livro sobre sua vida escrito por Nichollas Mariano, seu ex-mordomo e secretário particular.

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Livros em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui.

Muito tempo depois, Nichollas resolveu lançar um novo livro para contar situações vividas ao lado de Roberto Carlos, mas sem as revelações que incomodaram o artista quatro décadas atrás.

Veja também:
Fagner acusa Roberto Carlos de perseguir outros artistas que fazem sucesso

O primeiro livro – ‘O Rei e Eu: Minha vida com Roberto Carlos‘ – trazia revelações inéditas sobre o Rei, que era e é até hoje um dos artistas de maior sucesso no Brasil. Contudo, Roberto não gostou da ideia de ter tantas intimidades reveladas ao público e entrou com processo na Justiça para impedir o lançamento do livro.

Muitos anos se passaram e Nichollas Mariano, o ex-mordomo de Roberto, fez algumas mudanças no conteúdo focando em contar sua história nos doze anos que trabalhou com o artista, entre 1962 e 1973. Previsto para chegar às livrarias no fim de 2021, o novo livro foi intitulado como: ‘Esse Cara Fui Eu‘.

O autor promete revelar questões interessantes sobre os bastidores do processo que levou à proibição da primeira biografia escrita sobre Roberto Carlos, em 1979. Além disso, Nichollas também falou sobre o filme baseado no livro, que quase foi produzido na época.

Jece Valadão interpretaria o papel de Roberto Carlos no longa com roteiro de José Louzeiro. Entretanto, após o próprio livro ter sido proibido, o filme também acabou tendo a produção barrada e nunca foi feito.

Em entrevista ao canal ‘FC Discos’, no YouTube, Nichollas Mariano falou pela primeira vez o lançamento do novo livro.

Veja a capa do livro proibido de ser lançado há 42 anos:

Foto: Reprodução

Ex-mordomo lança livro ‘proibido’ por Roberto Carlos

Aos 76 anos de vida, aposentado e com três filhos adotivos, o ex-mordomo e secretário particular de Roberto Carlos assegura aos fãs que, apesar de muita coisa ter sido cortada, a nova publicação traz histórias curiosas que viveu ao lado do Rei.

Veja também:
Dívida de IPTU faz prefeitura de SP pedir penhora de bens de Roberto Carlos

“Devo ter sido um dos primeiros fãs do Roberto e nos conhecemos no início da década de 60 quando eu era discotecário da Rádio Carioca. Depois, tive a alegria de conviver com esse artista maravilhoso“, disse Mariano em entrevista ao canal ‘FC Discos’, no YouTube.

Além de mordomo, eu era seu procurador. Eu podia assinar cheques, documentos e contratar em nome do Roberto. Vou contar no novo livro um pouco da minha história também, a história das rádios. Do Rei, não vou contar tudo“, afirmou o ex-mordomo de Roberto Carlos.

Nichollas Mariano comentou, ainda, sobre uma das histórias que o livro traz, que envolve até mesmo Silvio Santos.

“Terá muitas histórias curiosas da época, como quando o advogado do Roberto Carlos tentou proibir que o Silvio Santos falasse do meu livro na rádio em que ele trabalhava. Silvio continuou lendo o livro para seus ouvintes, alegando que o livro havia sido proibido de ser vendido, mas não lido”, contou Mariano.

Assista à entrevista completa com o ex-mordomo de Roberto Carlos:

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Livros em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui.

Roberto Carlos: a verdade sobre como o cantor perdeu a perna

Compartilhar