Fotos: Reprodução grupo amigos - abraço - enchente

Mãe de jovem morta em enchente aconselhou filha a não sair

Três amigos foram filmados se abraçando pouco antes de serem levados por uma enchente repentina no norte da Itália na última sexta-feira (31).

O grupo, composto por duas mulheres e um homem, todos na faixa dos 20 anos, tinha saído para uma caminhada ao longo do rio Natisone, próximo à comuna de Udine, quando o nível das águas subiu inesperadamente.

Bombeiros mobilizaram drones, barcos e mergulhadores nas buscas pelos desaparecidos.

Os jovens foram identificados como Patrizia Cormos, de 20 anos, Bianca Doros, de 23 anos, e Cristian Molnar, de 25 anos. Segundo o jornal italiano ‘Corriere della Sera’, os dois mais velhos eram namorados.

No domingo (2), os corpos de Patrizia e Bianca foram encontrados a cerca de 1 km de onde foram vistos pela última vez. As buscas por Cristian Molnar continuam e os promotores abriram uma investigação sobre a tragédia.

De acordo com o ‘The Telegraph’, uma das jovens fez uma ligação de emergência para a polícia por volta das 13h35 de sexta-feira (8h35 em Brasília) e os bombeiros rapidamente chegaram ao local.

Um bombeiro chegou a pedir que eles ficassem juntos de uma ponte próxima e trabalhadores de emergência tentaram jogar cordas para o resgate, mas o trio não conseguiu ser alcançado e foi levado pela correnteza.

Veja também:
Marcello Antony abandona carreira de ator e anuncia novo trabalho totalmente diferente

“Jogamos uma corda, mas eles foram literalmente engolidos pelas águas da enchente na nossa frente. Vimos eles desaparecerem”, relatou Giorgio Basile, chefe dos bombeiros provinciais em Udine, ao ‘The Telegraph’.

Segundo ele, o principal problema não é tanto a chuva, mas a força do rio e as correntes extremamente fortes. Há desfiladeiros e refluxos de água que tornam a tarefa perigosa mesmo para especialistas.

Cormos, de 20 anos, era estudante da Academia de Belas Artes de Udine. Ela havia pedido à mãe para se juntar aos amigos no passeio.

Doros, de origem romena, estudava economia em Bucareste e havia chegado a Udine poucos dias antes para visitar os pais. O namorado, também romeno, viajou da Áustria para encontrá-los.

Ao ‘Corriere della Sera’, a mãe de Cormos contou que aconselhou a filha a não sair porque estava cansada. A jovem, entretanto, disse que sairia só “um pouco” para “tirar algumas fotos“. 

Assista ao momento do abraço entre os amigos antes de serem levados pela enchente:

Atuando como voluntário, MC Gui precisa ser resgatado após barco afundar no RS

Fonte: O Globo

Sou jornalista, mas nas horas vagas gosto de fingir que sou influenciador digital. Me segue no insta! @meunomenaoedolfo

Compartilhar