Foto: Reprodução/Instagram

Milton Nascimento repudia deputado do PSL por uso indevido de música dele

O cantor Milton Nascimento utilizou suas contas nas redes sociais para publicar, nesta segunda-feira (21), uma nota de repúdio contra o deputado estadual Coronel Henrique, do PSL de Minas Gerais. O artista alega que o político utilizou a música ‘Coração de Estudante’ em uma propaganda institucional sem autorização dos compositores.

Na nota divulgada, o músico acusa o deputado de uso indevido de sua propriedade intelectual. A faixa é de autoria de Milton em parceira com Wagner Tiso, lançada em 1983 e consagrada como um dos grandes sucessos do artista.

O comunicado fala em nome de ambos os compositores, que afirmam não terem sido consultados pelo político mineiro. Eles qualificam o ato como “extrema usurpação da obra alheia e violação da lei 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais)”.

“O que mais nos impressiona é que essa atitude veio justamente de ‘pessoas de bem’ como o tal coronel que tanto falam de ‘roubo’ e ‘corrupção’ em suas manobras de campanhas mas que, pelo jeito, não passa de mero discurso. Fica aqui registrada a nossa indignação”, diz um trecho do texto.

Veja também:
Roger Waters elogia Lula e diz que Bolsonaro está destruindo o planeta

A nota finaliza informando que a equipe jurídica do artista pretende tomar medidas cabíveis dentro da Justiça brasileira.

Confira a nota de repúdio completa publicada por Milton Nascimento:

“Viemos através deste comunicado denunciar o uso indevido da música Coração de Estudante (Wagner Tiso e Milton), numa propaganda institucional do deputado estadual Coronel Henrique (PSL/MG). Nem os advogados de Milton, nem do parceiro dele, Wagner Tiso, deram qualquer tipo de autorização ao deputado. É com enorme surpresa que denunciamos este ato de extrema usurpação da obra alheia e violação da lei 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais). E o que mais nos impressiona é que essa atitude veio justamente de “pessoas de bem” como o tal coronel que tanto falam de “roubo” e “corrupção” em suas manobras de campanhas mas que, pelo jeito, não passa de mero discurso. Fica aqui registrada a nossa indignação.

(Ps: os advogados da Nascimento Música já estão tomando as medidas cabíveis).”

Veja também:
Milton Nascimento desabafa sobre a música brasileira atual: 'uma m...'
Compartilhar