Foto: Divulgação

‘Não me importa se vão parar de ouvir’, diz um dos acusadores de Michael Jackson

Um documentário lançado recentemente, ‘Leaving Neverland’, está causando enorme polêmica em todo o mundo. O filme traz pesadas acusações contra o Rei do Pop, Michael Jackson, morto em 2009.

Um dos personagens centrais do documentário é o coreógrafo Wade Robson, que acusa o músico de ter abusado sexualmente dele enquanto ele ainda era uma criança. Ele diz que foi assediado por Michael dos seus 7 aos 14 anos de idade.

Após a repercussão das denúncias, uma grande onda de boicote afetou a obra de Michael Jackson em todo o mundo. Dentre diversas ações, várias rádios decidiram vetar completamente as músicas do cantor de suas programações.

Sobre esse assunto especificamente, Wade Robson deu sua opinião em uma entrevista ao site ‘TMZ’. Ele afirmou que não se importa se as pessoas vão parar ou não de ouvir às músicas de Michael Jackson. Ele diz que retirar o cantor de cena é pessoal de cada um.

O que ele espera, após as declarações, é instigar as pessoas a questionares suas próprias idolatrias. “Isso é mais do que sobre o Michael. […] As pessoas vão acreditar no que querem”, disse o coreógrafo.

Produtor de ‘Simpsons’ acredita que Michael Jackson usava série para atrair crianças

#COMENTE

Compartilhar