Bohemian Rhapsody

Letra de ‘Bohemian Rhapsody’, do Queen, vira feitiço em nova revista da DC

A canção ‘Bohemian Rhapsody‘ é, para muitos, a mais famosa do Queen, tanto que costuma ser citada como o hino da banda britânica e foi usada para nomear o filme do grupo. Quem se aproveitou de sua fama e popularidade foi a editora DC, que usou um de seus versos como feitiço para a personagem Zatanna.

A feiticeira se tornou conhecida por falar seus feitiços de trás para frente, um costume que herdou do seu pai, que também era um bruxo. Segundo a própria personagem, ela tem esse costume para proteger a realidade.

Veja também:
20 músicas famosas cujas letras têm significados inusitados

Zatanna também é uma das integrantes da Liga da Justiça Sombria, versão da equipe da DC que lida com ameaças sobrenaturais e místicas. Foi justamente em uma recente edição da HQ que descobrimos que ela usa um verso da famosa canção do Queen para um feitiço em específico.

Na história, Zatanna e o colega John Constantine procuram pela personagem Abigail Arcane em um sanatório abandonado. Após o Hellblazer lamber ayahuasca, um grupo de monstros aparece e ataca a feiticeira.

Para se proteger, Zatanna usa um de seus feitiços. É justamente esse que conta com um trecho de ‘Bohemian Rhapsody’.

O verso em questão é “Thunderbolt and lightning, very, very frightening me, galileo”, presente já na parte final da canção. Claro, ele foi dito de trás para frente.

De repente, raios e relâmpagos são invocados e a feiticeira derrota os monstros. Nada mais que esperado, já que as palavras “thunderbolt” e “lightning” significam “raios” e “relâmpagos”, respectivamente.

Para deixar os fãs do Queen ainda mais felizes, Zatanna citou o feitiço fazendo uma das poses mais famosas de Freddie Mercury, vocalista do Queen: com o punho erguido para cima.

Zatanna-Bohemian Rhapsody

O momento, com certeza, deve ter pegado muitos fãs de surpresa e deve ter caído nas graças daqueles que também são fãs do Queen.

Bohemian Rhapsody

O hino histórico do Queen vem marcando gerações e é uma das canções mais amadas de todos os tempos desde seu lançamento, em 1975.

De letra bastante complexa e pra lá de misteriosa, os seus verdadeiros significados jamais foram revelados por nenhum dos membros da banda, que optaram por guardar os segredos de Freddie Mercury – em vida, ele se recusava a responder qual era o verdadeiro significado da canção e se limitava a dizer que tratava de “relacionamentos”.

O guitarrista Brian May já apoiou declarações de que a música contém referências veladas aos traumas pessoas de Freddie Mercury.

Veja também:
11 vídeos raros de Freddie Mercury, da juventude às últimas festas

Certa vez, ele disse em entrevista: “Freddie era uma pessoa muito complexa: irreverente e divertido por fora, mas cheio de inseguranças e problemas relacionados à sua infância. Ele nunca explicou a letra, mas eu acho que ele colocou muito de si mesmo naquela canção”.

Entre as teorias mais aceitas entre fãs e analíticos da letra, muita gente acredita que ela fale sobre a escolha de Freddie Mercury em se assumir homossexual e, consequentemente, sofrer muito com as leis da época com relação a esse tipo de prática. Outros simplesmente acreditam se tratar apenas de “um monte de bobagem aleatória que rima sem sentido”.

A banda britânica possui vários outros hits de sucesso, como ‘We Will Rock You’, ‘We Are The Champions’, ‘Radio Gaga’ e ‘I Want to Break Free’. Será que Zatanna também usou versos delas para outros feitiços? De qualquer forma, as possibilidades são enormes e interessantes.

Décadas após sua morte, Freddie Mercury ainda presenteia familiares no Natal

Compartilhar