Foto: Reprodução/Instagram

Eminem foi 1º rapper a vencer Oscar de Canção Original, mas faltou na festa

Primeiro rapper a ganhar o Oscar de Melhor Canção Original, Eminem simplesmente faltou à premiação. A música era ‘Lose Yourself’, composta pelo cantor para a trilha sonora do filme semi-autobiográfico ‘8 Mile – Rua das Ilusões’ (2002), que foi protagonizado por ele mesmo.

Ouça ‘Lose Yourself’, de Eminem:

A música foi sucesso e chegou ao primeiro lugar da Billboard Hot 100, mas rompeu a tradição de que todas as indicadas são apresentadas durante a festa da Academia. O motivo: Marshall Bruce Mathers III, o Eminem, estava em casa e nem se lembrava que a cerimônia do Oscar aconteceria naquela noite. Por isso, dormiu no sofá.

Em casa com a família, o rapper estava vendo um canal de desenhos animados com a filha, Hailie, e simplesmente caiu no sono. Só no dia seguinte ele ficaria sabendo do feito que havia alcançado.

Veja também:
Hacker invade Twitter de Mariah Carey e faz ofensas sexuais a Eminem

Com a ausência de Eminem, a estatueta foi entregue por Barbra Streisand ao produtor musical Luis Resto, um dos coautores da música (junto com Jeff Bass) – que rasgou elogios ao rapper.

“É ótimo poder trabalhar com Marshall ao longo dos dias. Ele é criativo e tem sinfonias na mente, que sou privilegiado que poder registrar. Ele é um bom homem com um bom coração”, declarou.

Veja a entrega do Oscar de Eminem:

Oscar quem?

Em entrevista ao podcast ‘Behind the Boards’, Eminem deu mais detalhes sobre como perdeu a grande noite de sua carreira e como confundiu as indicações.

“Na verdade, eu estava dormindo naquela noite. Eu senti que não tinha chances de vencer porque, você sabe, quando ouvi que tinha sido indicado, eu pensei que isso era para os atores. Eu não tinha certeza sobre o que Grammy ou Oscar significavam, qual tipo de prêmio era o quê”, contou ele.

Veja também:
Oscar 2020: conheça e ouça as indicadas como Melhor Canção Original

“Então, mesmo o MTV [Music] Awards, toda essa coisa, eu não sabia o que eram e, nessa premiação em particular, eu não queria ir à festa. Acho que eu fiquei confuso quando eles falaram sobre Oscar. Eles estavam falando sobre a música, mas eu fiquei tipo ‘sim, mas não existem outros filmes com músicas de rock e coisas assim?'”, acrescentou.

Eminem ainda explicou seu desprezo por premiações que, para ele, sempre mostraram esse mesmo sentimento pelos rappers. “Naquele ponto da minha vida, eu sempre pensei que o rap não era devidamente reconhecido em nada”, defendeu ele.

“Essa foi uma das razões pelas quais não fui ao primeiro Grammy que me convidaram, porque era um protesto. Eu não entendia por que havia uma categoria para [Melhor Álbum de] rap e outro para Melhor Álbum, e por que o rap não poderia estar na categoria de Melhor Álbum”, questionou.

Ouça a declaração de Eminem (em inglês):

Não vem que não tem

Apesar de toda essa ousadia, Eminem não faltou à festa sem aviso. Ele tinha deixado claro que não iria participar da premiação após os organizadores pedirem que ele cantasse uma versão mais leve da canção.

A intenção dos produtores da cerimônia era manter o padrão de “programa para a família”, por isso tentaram que o rapper deixasse de fora as partes explícitas da canção. Eminem disse não.

Porta aberta

A vitória de Eminem no Oscar, que aconteceu na edição 75ª da cerimônia, deu início ao reconhecimento do rap por parte da Academia – sim, depois de 3/4 de século.

Depois dele, a Academia pareceu finalmente olhar para a música, que era marca, principalmente, da comunidade negra nos Estados Unidos.

Desde então, vários rappers foram indicados e saíram vitoriosos na premiação, entre eles os rappers Juicy J, DJ Paul e Frayser Boy, que levaram a estatueta com ‘It’s Hard Out Here For A Pimp’, em 2006, além de Kendrick Lamar, que foi indicado ao lado de SZA, Sounwave e Al Shux, por ‘All The Stars’, em 2019.

Ouça ‘It’s Hard Out Here For A Pimp’:

Ouça ‘All The Stars’: