Foto: James Hickey / divulgação

Entrevista: Black Eyed Peas promete shows enérgicos no Brasil

A palavra “energia” foi, de longe, a mais citada pelo Black Eyed Peas ao falar sobre seu atual momento. O grupo de hip hop é uma das atrações do Itaipava de Som a Sol, série de shows que acontece no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, até o fim da próxima semana. Weezer (26/9), Dave Matthews Band (27/9), Seal (29/9) e Nickelback (3/10) se apresentam antes dos rappers, que fecham a sequência com uma performance em 4 de outubro, uma sexta-feira. Os ingressos seguem à venda. Eles também tocam no Rock in Rio logo no dia seguinte, 5 de outubro (sábado).

Os integrantes do Black Eyed Peas estão dispostos a entregar tudo nesses shows. O grupo esteve em ritmo lento de atividades na última década – a última passagem pelo Brasil, inclusive, foi em 2011. Problemas de saúde, que incluíram o câncer testicular que o integrante Taboo enfrentou, e uma mudança na formação, com a saída da cantora Fergie e a posterior entrada de Jessica Reynoso, comprometeram o andamento do projeto recentemente.

Agora, eles querem recuperar o tempo perdido. “Nossa energia ainda é a mesma, não importa o que aconteça”, disse Taboo, em entrevista exclusiva ao Revista Cifras. “Esperamos nos divertir bastante no Brasil. Sempre que vamos ao Brasil, é uma grande oportunidade para ter contato com nossos fãs.”, completou ele. Apl.de.ap, também entrevistado, completou: “Para esses shows, vamos levar uma linha do tempo de todos os nossos álbuns, com as músicas que criamos ao longo dos anos”.

Veja também:
Rock in Rio 2019: como assistir ao vivo e quais os horários dos shows

Desde 2018, o Black Eyed Peas é formado por Will.i.am, Taboo e Apl.de.ap junto a Jessica Reynoso, cantora das Filipinas que participou do álbum mais recente do grupo, “Masters of the Sun Vol. 1”, e das turnês. “Ela se encaixa perfeitamente conosco, não só pela voz, mas por ser muito humilde. Ela entende que é uma luta, por ser uma integrante nova. Will, Apl e eu cantamos juntos há mais de 20 anos, então, temos uma grande química. Ela está buscando o ‘groove’ dela, entende qual o lugar dela, sabe o que está fazendo”, afirmou Taboo sobre a nova integrante.

Parceria com Anitta

O Black Eyed Peas volta ao Brasil não só com os shows e um álbum lançado recentemente, como, também, com uma música gravada ao lado de Anitta, a maior popstar nacional da atividade. “Anitta é uma pessoa incrível e uma grande artista. Quando a conhecemos, foi como se ela fosse uma versão feminina nossa. A música que gravamos ficou incrível, ela soa muito bem e mal posso esperar para lançar essa música. É algo novo, de sonoridade nova, e estamos muito empolgados”, disse Apl.de.ap.

Veja também:
Anitta no Rock in Rio: de barrada em 2017 ao Palco Mundo em 2019

Os artistas preferiram fazer mistério com relação à música em si, mas entregaram que um videoclipe foi gravado. “Estamos orgulhosos da música que gravamos e do clipe que fizemos. Não quero aprofundar muito nisso, porque queremos que os fãs possam ter a experiência completa quando for lançado”, afirmou Taboo. Vale destacar que, pelas redes sociais, Will.i.am comentou que a nova canção será apresentada durante o show no Rock in Rio.

Desejo de outra turnê longa pelo Brasil

Em 2010, o Black Eyed Peas fez uma turnê bem longa pelo Brasil. Foram 9 shows em diferentes cidades do país, completando quase um mês de apresentações e viagens. Eles tocaram em Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, Santa Luzia (MG), Porto Alegre, Florianópolis e, por fim, em São Paulo, no estádio do Morumbi.

“Lembro não só de fazer os shows no Brasil, como, também, de gravar o clipe de ‘Don’t Stop the Party’”, comenta Taboo. “Ficou ótimo, porque mostra a energia, a empolgação e a admiração que o Brasil tem pelo Black Eyed Peas. Foi um período memorável, pois não são muitos artistas internacionais que fazem shows em Curitiba, Florianópolis e até cidades menores”, completou.

Apl.de.ap reforçou: “Gostaríamos de fazer isso de novo. Queremos tocar não apenas em algumas cidades, como em todo o país”.

‘Masters of the Sun’ e futuro

Lançado em outubro de 2018, “Masters of the Sun Vol. 1” foi o primeiro álbum do Black Eyed Peas em oito anos. Com tanto tempo fora – e sem Fergie na formação –, o grupo preferiu retomar suas raízes e fazer um trabalho mais voltado ao hip hop. Não à toa, a primeira música é intitulada, justamente, “Back 2 Hip Hop” (“De volta ao hip hop”).

“Para mim, pessoalmente, acho um dos nossos melhores álbuns”, disse Taboo. “Fomos nós três para o estúdio e criamos tudo, garantindo que desde as batidas até as partes com orquestras soassem orgânicas e verdadeiras.”

Ele completa: “Para nós, poder voltar às nossas raízes após tanto sucesso… nem todos podem fazer isso. Nem todos conseguem voltar às suas raízes e fazer um disco do qual se orgulham. Capturamos a sonoridade da década de 1990, dos nossos primeiros anos de trabalho. Eu diria que está no patamar de outros trabalhos clássicos na cultura do hip hop”.

Apl.de.ap disse, por sua vez, que sente muito orgulho de “Masters of the Sun Vol. 1”. “É como uma celebração dos nossos 20 anos. Queríamos chegar ao nosso som mais profundo. Vivemos um momento muito instantâneo, então, queríamos fazer algo que fizesse as pessoas voltarem a ouvir o álbum inteiro novamente”, afirmou.

Por usar a expressão “Vol. 1”, “Masters of the Sun” parece indicar uma continuação. E isso foi confirmado, ainda que com certo receio, por Apl.de.ap, quando questionado sobre o futuro do grupo. “Nossos próximos planos… é difícil falar sobre isso. Precisamos ver o que queremos fazer, como um novo álbum, pois depende do ambiente, do momento. Mas nosso projeto será mais orientado para a sonoridade festiva, para juntar as pessoas novamente com a nossa música. Há um volume 2 para ‘Masters of the Sun’”, disse.

Serviço – Black Eyed Peas em São Paulo

Foto: James Hickey / divulgação

Local: Ginásio do Ibirapuera – São Paulo
Endereço: Rua Manoel da Nóbrega, 1.361 – Ibirapuera – São Paulo
Data: 04 de outubro (sexta-feira)
Acesso ao entorno do Ginásio: 18h
Portas: 19h30
Black Eyed Peas: 21h30

* Haverá estacionamento no local.

Classificação etária: 14 (quatorze) anos desacompanhados. Menores de 14 (quatorze) anos poderão comparecer ao evento desde que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais. Informação sujeita à alteração, conforme decisão judicial.

Valores
Setor                                                Inteira                                    Meia
Pista                                                R$580,00                        R$290,00
Cadeira Inferior Central            R$650,00                        R$325,00
Cadeira Inferior Lateral            R$550,00                        R$275,00
Cadeira Superior Central            R$350,00                        R$175,00
Cadeira Superior Lateral            R$300,00                        R$150,00
Cadeira Especial                        R$450,00                        R$225,00

Ingressos parcelados em até 4x:

Onlineingressorapido.com.br

Pontos de venda:  https://www.ingressorapido.com.br/sales-point (site para desktop)

Ponto de venda sem taxa
Bilheterias do Ginásio do Ibirapuera.
Rua Manoel da Nóbrega, 1.361 – Ibirapuera – São Paulo
Dia 24/05 das 10h às 19h.
Demais dias: de Segunda a Sábado das 13h às 19h, exceto feriados.

Meia Entrada
Confira a política de meia entrada em:  https://site.ingressorapido.com.br/meiaentrada

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical. Contato: [email protected]

Compartilhar