Foto: reprodução / YouTube

Cassiane é criticada por violência doméstica em clipe e minimizar Covid em live

A cantora gospel Cassiane foi alvo de críticas nas redes sociais por duas atitudes diferentes no último fim de semana. Uma delas envolveu o videoclipe da música ‘A Voz’, enquanto a outra ocorreu durante uma live da artista com Aline Barros.

Na sexta-feira (17), Cassiane lançou o clipe de ‘A Voz’, que gerou polêmica por, segundo vários internautas, romantizar a violência doméstica. Apesar da descrição e do comentário fixado do clipe recomendarem o telefone 180 para denunciar esse tipo de agressão, a filmagem em si retrata uma vítima que reza em vez de ligar para a polícia. O agressor é perdoado pela esposa e aparece com uma Bíblia em mãos.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

O vídeo recebeu uma série de críticas e descurtidas no YouTube. Diante disso, Cassiane pediu desculpas pelas redes sociais e divulgou um comunicado de sua gravadora, onde é dito que o videoclipe será regravado.

Depois, ela própria publicou um texto próprio em que aponta: “Os inimigos de Deus não creem que Deus pode, sim, fazer esse milagre, e transformar qualquer pessoa. Eu creio e vou crer até o fim! Porém, na mesma hora falei com a gravadora e a MK prontamente entendeu que houve uma falha ao aprovar sem essa informação tão importante”.

View this post on Instagram

Vai ficar tudo bem… Eu sei! Eu sei quem eu sou em Deus! . . “Apeguemo-nos firmemente, sem vacilar, à esperança que professamos, porque Deus é fiel para cumprir sua promessa”. (Hebreus 10:23) E eu sei q tenho promessa DELE! Se me conhecessem ou pelo menos respeitassem minha história (de 39 anos dando frutos)… Com amor falariam: “Cassiane, seria bom colocar a informação da denúncia no clipe…” É um assunto extremamente real. Mas não é isso que está acontecendo! Recebi vários ataques e julgamentos terríveis de pessoas que dizem “pregar o amor” mas são tão insensíveis que não pararam um instante se quer p/ ver o histórico, p/saber se foi proposital ou um erro, uma falha! Atacam como se “jogassem no lixo” toda uma história! Deus me conhece… E sabe que sou a favor da denúncia! NUNCA falaria p/ qualquer pessoa p/ não denunciar e viver sob agressão! Inclusive, ousadamente incentivamos no clipe a vítima mesmo guiada pela fé, a romper essa história e mudar de postura. Os inimigos de Deus, não creem que Deus pode sim, fazer esse milagre, e transformar qualquer pessoa. Eu creio e vou crer até o fim! Porém, na mesma hora falei c/ a gravadora, e a MK prontamente entendeu q houve uma falha ao aprovar sem essa informação tão importante. A HUMILDADE PROCEDE DE DEUS! Sou humilde e aceito que houve uma falha, um erro em não expor sobre a denúncia explicitamente. Reafirmo que sou totalmente a favor da denúncia! Quem acompanha a minha história, saberia que eu apoio a denúncia de qualquer tipo de crime! A Biblia é meu manual de Fé: Deus é Amor mas é Fogo consumidor! Eu sou serva verdadeira do Deus altíssimo!!! Não sou “fake”, não vivo de mentiras! O @jairomanhaes_ me perguntou: Cassi teu coração está limpo? Eu disse sim! Então guarde isso: Para Amigos, você não precisa dar explicações. P/ os “inimigos” não adianta se explicar. De qualquer forma… Eu e a MK (Marina q é a responsável pelo roteiro), já estamos agindo, e com humildade (como já disse), peço perdão e já começamos com as mudanças… estamos corrigindo. Denuncie: DISQUE 180 #NãoAAgressão #NãoSeCale A Paz do Senhor Jesus a todos!

A post shared by Cassiane (@cassianecantora) on

Antes, em entrevista à jornalista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, a diretora artística da gravadora, Marina de Oliveira, chegou a dizer que as pessoas não entenderam a história do clipe porque não passaram por conversão religiosa.

“Não podemos esperar que pessoas que ainda não foram alcançadas pela graça de Deus compreendam a profundidade da história. Essas pessoas não acreditam que Deus em sua misericórdia tem poder para mudar a vida e o comportamento de uma pessoa. Para enxergar e compreender isso é preciso se converter”, afirmou a diretora.

Cassiane minimiza coronavírus: ‘não pega em nós’

Foto: reprodução / YouTube

A situação de Cassiane diante do público ficou ainda pior no último sábado (18). A cantora desrespeitou as recomendações de distanciamento social durante participação em uma live promovida por Aline Barros, chamada ‘Worship Live’, que arrecadava fundos para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

Antes e depois de cantar, Cassiane abraçou e apertou a mão de Aline Barros. Na ocasião, ela se explicou: “Gente, o ‘coronga’ não pega em nós, não, aleluia! A gente está sendo muito cuidadosa. Não fique preocupado, ouvi de um infectologista que, no mundo inteiro, 99% das pessoas vai pegar. Como o Senhor também cuida, e a gente faz a nossa parte… cheguei de máscara e tirei porque senão como é que eu canto? Desde que eu cheguei, estou com a minha mão que é álcool puro”.

Veja também:
Quanto artistas e influenciadores cobram por live? Veja os valores, segundo jornalista

Em outro momento, Aline Barros deu um abraço em outra convidada, Bruna Karla. Fernanda Brum, que também participou da transmissão e anunciou em maio que havia contraído o vírus, foi mais uma a derespeitar as orientações das autoridades de saúde. Ela chegou a dizer: “Não posso beijar, gente? Não posso abraçar? Ah, pode! A gente já se abraçou escondido”.

Assista à live na íntegra a seguir (a participação de Cassiane tem início em 1h19min30seg):

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar