Foto: reprodução / Instagram

Luan Santana quer fazer show estilo drive-in, algo que já é proibido em BH

O cantor Luan Santana planeja realizar um show ao estilo drive-in, em que os fãs podem assistir dentro de seus carros. A informação foi apurada pelo jornalista Leo Dias, para sua coluna no ‘Uol’.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

De acordo com a publicação, Luan Santana já teria reservado um espaço na cidade de São Paulo para realizar seu show. O local seria grande o bastante para acomodar vários fãs, que ficariam dentro de seus veículos, isolados, para não promover contágio pelo novo coronavírus.

A ideia é que a apresentação também seja transmitida pela internet. Seria o segundo show que o cantor exibiria pelo YouTube – o primeiro aconteceu no último dia 26 de abril. Antes, no fim de março, ele promoveu uma live ecumênica, sem tanta produção, reunindo o padre Fábio de Mello e os pastores Deive Leonardo e André Valadão.

Veja também:
Luan Santana reúne padre Fábio de Melo e pastores Deive Leonardo e André Valadão em live

Ao mesmo tempo em que os planos de Luan Santana foram divulgados na imprensa, a prefeitura de Belo Horizonte divulgou novas determinações a serem cumpridas durante o isolamento social. Nesta terça-feira (5), começa a valer a proibição de todos os tipos de eventos drive-in, com pessoas dentro de seus carros, seja em área pública ou particular da capital mineira. Quem desrespeitar a nova regra, pode ser multado em R$ 20 mil e perder alvará.

Os eventos drive-in começaram a ser realizados, especialmente por igrejas evangélicas, em diversas cidades no Brasil durante o isolamento. Foi a alternativa que muitos líderes religiosos encontraram para reunir os fiéis. Em Belo Horizonte, um culto chegou a ser marcado no domingo (3), em um estacionamento particular, mas foi cancelado após ser barrado pelo Ministério Público de Minas Gerais.

Não há registros, até o momento, de outras capitais que tenham adotado proibições específicas para eventos drive-in. Contudo, pode ser que “a moda pegue” e outras prefeituras passem a impor restrições a esse tipo de realização.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar