Foto: reprodução / Instagram

Miley Cyrus deixou igreja devido à sexualidade e ficou sem usar biquíni por 2 anos

A cantora Miley Cyrus fez uma série de revelações sobre sua vida durante uma transmissão ao vivo no Instagram. Em meio ao período de isolamento social, recomendado para conter a pandemia do novo coronavírus, a artista lançou um quadro de bate-papo virtual com convidados – nesta ocasião, ela estava conversando com a modelo Hailey Baldwin, esposa de Justin Bieber.

Ao longo da conversa, Miley Cyrus comentou que sua criação foi bastante ligada à religião, porém, ela se afastou da igreja com o passar dos anos. O motivo, segundo a artista, tem a ver com a falta de aceitação às diferentes formas de sexualidade naquele ambiente.

“Fui criada na igreja, em Tennessee, durante a década de 1990. Por isso, tudo era menos aceitável. Tinha amigos gays na escola. Saí da igreja porque eles não eram aceitos”, disse Miley.

Veja também:
Luan Santana reúne padre Fábio de Melo e pastores Deive Leonardo e André Valadão em live

A artista destacou que seus amigos homossexuais eram “enviados a terapias de ‘conversão'”, que buscam transformar essas pessoas em heterossexuais. “Sofri muito com isso e também sofri ao encontrar minha sexualidade”, disse ela, que se declara pansexual – denominação dada a pessoas que se atrai pelas pessoas, independentemente de gêneros ou orientações.

Por fim, Miley pontuou que a conversa com Hailey, que também é religiosa e acompanha Justin em sua fé e dedicação à igreja, a fez pensar em “redefinir sua relação com Deus enquanto adulta”. “Essa relação não precisa estar alinhada ao que aprendi quando fui criada”, disse.

Assista à conversa com Hailey Baldwin, na íntegra (em inglês, sem legendas):

View this post on Instagram

@bigandmilky

A post shared by Miley Cyrus (@mileycyrus) on

Miley Cyrus abandonou os biquínis

Dias antes da conversa com Hailey Baldwin, Miley Cyrus convidou a também cantora Demi Lovato para seu quadro no Instagram e revelou um evento traumático em sua vida. Ela relatou que deixou de usar biquíni por 2 anos após ser alvo de comentários negativos na internet.

Quando Miley apostou em uma mudança de identidade artística, em 2013, uma de suas primeiras aparições em novo visual e proposta foi no MTV Video Music Awards (VMA), em 2013, junto do cantor Robin Thicke. Na ocasião, ela adotou cabelos mais curtos e usou roupas mais sensuais – como um biquíni da cor de sua pele -, além de fazer passos de dança mais ousados.

Após se tornar assunto mundial por isso, a cantora passou a ter vergonha de usar biquíni. “Passei 2 anos sem usar biquínis. Tudo isso porque, depois do VMA em que usei o figurino de latex nude, todos me comparavam com um peru. Colocavam perus na minha roupa. Eu estava magra e pálida e ficavam me comparando a isso”, afirmou.

A artista apontou que ninguém pensou que essa situação toda poderia deixá-la chateada. Apesar disso, ela disse que tentou passar uma imagem de autoconfiança para os fãs, já que não queria passar mensagens negativas.

Veja o bate-papo com Demi Lovato (em inglês, sem legendas):

Veja também:
Miley Cyrus mostra mamilo em foto e avisa: 'Instagram vai remover em breve'

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar