Fotos: reprodução / Instagram

Vídeo íntimo é atribuído a dançarina do La Fúria, mas modelo assume autoria

Internautas atribuíram um vídeo de conteúdo explícito à dançarina e backing vocal Braba, do grupo baiano de pagode La Fúria, ao longo da última semana. A mulher que realmente estava no vídeo precisou vir a público para assumir a autoria, negando que seja Braba na filmagem.

Tudo começou quando o registro, de 34 segundos, começou a circular na internet. Fãs comentaram que a mulher do vídeo se parecia com Braba – e o “telefone sem fio” fez com que muita gente acreditasse que, de fato, a dançarina e cantora estivesse protagonizando tais cenas.

A própria Braba se manifestou, por meio de suas redes sociais, dizendo que não era ela naquele vídeo. Bem-humorada, a dançarina e backing vocal do La Fúria afirmou: “Queria eu ter uma ‘raba’ daquelas e aquele desenvolvimento que aquela mulher tem”.

Ainda em sua página, Braba divulgou uma captura de tela do vídeo e destacou que não possui a tatuagem nas costas que a mulher demonstra ter. “Dei print no vídeo e essa é a tatuagem que ela tem nas costas, e agradeço muito a ela por ter essa tatuagem porque p*** que pariu ela parece demais comigo””, disse.

Em meio à repercussão, a mulher que realmente está no vídeo se manifestou e assumiu a autoria. A modelo Karoline Coutinho, de 22 anos, afirmou ao site ‘Uol’ que não se arrepende de estar na filmagem.

Veja também:
Salgadinho regrava 'Inaraí', do Katinguelê, com Dodô do Pixote; ouça

Ela também revelou, durante a entrevista, que só assumiu ser ela no vídeo porque a própria Braba a procurou. Por isso, ficou com receio de que a situação prejudicasse a carreira da artista do La Fúria.

Veja, a seguir, uma foto de Braba e outra de Karoline Coutinho:

Veja também:
Cantora de pagode faz tatuagem na perna com o rosto de Ludmilla

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar