Foto: Reprodução Rio Grande do Sul cobasi

Polícia descobre que Cobasi salvou computadores, mas deixou animais para morrer

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul divulgou uma investigação que amplifica a polêmica envolvendo os animais deixados para morrer numa loja da Cobasi no Rio Grande do Sul.

  • 🔈Qual é o melhor modelo de Alexa: Echo Dot, Pop ou Show? Conheça as diferenças e veja qual se adequa melhor ao seu estilo!!! Basta clicar aqui.

Funcionários da loja, localizada no Shopping Praia de Belas, priorizaram salvar os computadores da empresa durante uma inundação, deixando diversos animais no subsolo.

O resultado trágico foi a morte de pelo menos 38 aves, peixes e roedores.

A delegada Samieh Saleh declarou ao portal ‘Uol’ que os equipamentos eletrônicos foram colocados no mezanino antes das chuvas para protegê-los da água.

Na semana passada, a ONG Princípio Animal do Rio Grande do Sul denunciou que os animais poderiam ter sido salvos se também tivessem sido transferidos para a parte mais alta da loja, que não foi afetada pela inundação.

“Identificamos que os computadores, CPUs que estavam nos caixas no subsolo foram retirados e colocados no mezanino. Eles tiveram esse cuidado em retirar os eletrônicos, mas os animais ficaram embaixo, afirmou Samieh na quinta-feira (23).

Cobasi - Rio Grande do SulFoto: Divulgação/Cobasi

Durante a vistoria, agentes do Ibama, do Comando Ambiental da Brigada Militar e do IGP (Instituto Geral de Perícias) encontraram 38 corpos de animais, mas estimam que o número possa ser maior.

Veja também:
Funcionários desmentem Cobasi, que deixou animais para morrerem afogados em loja no RS

“Estava uma escuridão, fizemos uma busca em uma loja inteira com ajuda de lanternas, cheio de objetos no chão. Bem possivelmente que tenha bem mais”, disse a delegada, que solicitou uma lista completa dos animais que estavam na unidade.

Até o momento, a polícia já ouviu a gerente da unidade e representantes do Shopping Praia de Belas. Em nota, a empresa alegou que os funcionários deixaram a loja emergencialmente.

“A loja Cobasi Praia de Belas teve de ser deixada de forma emergencial, seguindo as orientações das autoridades locais. Foi garantido que os animais estivessem seguros e com o necessário para a sobrevivência até o retorno dos colaboradores que considerávamos ser breve”.

“Mas a tragédia foi sem precedentes e, apesar das tentativas constantes da empresa nos últimos dias, não foi possível o acesso seguro à loja devido ao nível da água. É com pesar que a Cobasi comunica a perda das vidas dos animais que estavam no local”.

“A empresa seguirá atuando com as ONGs de proteção animal, da região e de todo o país, para salvar as vidas que pudermos, enquanto lamentamos aquelas que não pudemos salvar”, concluiu a nota.

Diversos funcionários do shopping e da própria loja, no entanto, surgiram na internet desmentindo as alegações da gigante pet.

Confira no vídeo:

  • 🔈Qual é o melhor modelo de Alexa: Echo Dot, Pop ou Show? Conheça as diferenças e veja qual se adequa melhor ao seu estilo!!! Basta clicar aqui.

Funcionários desmentem Cobasi, que deixou animais para morrerem afogados em loja no RS

Maiara e Maraisa são criticadas por show no Rio Grande do Sul em meio à tragédia

Fonte: O Globo