Foto: reprodução / SBT

Funkeirinhos: quadro do Programa Raul Gil é criticado por sexualizar crianças

O quadro ‘Funkeirinhos’ do ‘Programa do Raul Gil’, exibido nas tardes de sábado no SBT, não tem sido visto com bons olhos pelos telespectadores e recebe opiniões bem críticas com relação ao seu conteúdo. Na atração, crianças cantam e dançam os maiores sucessos do funk do Brasil, sendo avaliados por jurados que são MCs famosos nesse contexto.

A sensualidade e o duplo sentido, elementos típicos desse estilo musical, causam estranhamento ao público que assiste ao ‘Funkeirinhos’. Vestidas como funkeiras, as crianças dançam e cantam músicas ousadas.

Alguns internautas se manifestaram contra o quadro, pois acreditam que há sexualização infantil nele. O foco principal das críticas está na maneira como as crianças foram induzidas a dançar e o fato de as letras não serem condizentes com as idades delas, além de o programa exibir as meninas de maneira “adulta demais”.

“Tem um guri de uns 5 anos no Programa do Raul Gil cantando ‘vai com suas amigas pra lá, cuidado pra elas não te dar perdido e VIR AQUI ME DAR’. É o apocalipse da infância, cara”, comentou uma das internautas se referindo à música ‘Amar, amei’, do MC Don Juan.

“Acho ridícula essa ideia do Programa Raul Gil de colocar crianças menores de sete anos cantando funk com letras inadequadas para a idade delas”, comentou outro internauta.

Veja também:
Carolina Dieckmann divide opiniões ao surgir cantando no 'Encontro'

Veja algumas críticas no Twitter:

Compartilhar