Fotos: Reprodução/YouTube/Divulgação

Legião Urbana: tecladista conta que grupo não podia rir na frente de Renato Russo

Carlos Trilhaex-tecladista da banda Legião Urbana – participou do podcast ‘Corredor 5’, do produtor musical Clemente Magalhães. Na ocasião, ele revelou algumas características que mostram como era o icônico vocalista Renato Russo nos bastidores da música.

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Inclusive quadrinhos em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Só vale até o dia 26/11! Clique aqui.

Segundo Carlos Trilha, Renato Russo não gostava de risadas e reclamava dos momentos de descontração. Renato, inclusive, brigava com os integrantes da banda se, por qualquer motivo, eles começassem a rir antes, durante ou após as apresentações.

Não é pra ficar gargalhando no palco, não é pra ficar rindo, dizia o cantor.

Veja também:
Renato Russo: a morte e os últimos dias da voz da Legião Urbana

Outra característica de Renato Russo lembrada pelo tecladista é que ele era ciumento com os amigos da Legião Urbana. 

O Renato era muito ciumento, muito, detestava que eu tocasse com outro artista, contou Carlos, que lembrou de uma situação em que Renato teve uma crise de ciúmes ao vê-lo interagindo com Marisa Monte.

Veja uma foto dos integrantes da Legião Urbana:

Foto: Divulgação

Legião Urbana

A banda Legião Urbana foi fundada por Renato Russo e Marcelo Bonfá em 1982 em Brasília, no Distrito Federal, e fez muito sucesso por todo o Brasil com milhões de cópias vendidas.

Os integrantes da Legião Urbana tinham um forte engajamento político-social e traziam letras com fortes críticas a diferentes aspectos da sociedade brasileira.

Até hoje, mesmo 25 anos após o fim da banda, o grupo tem uma “legião” de fãs que ouvem e cantam suas músicas veementemente.

Renato Russo, vocalista da Legião Urbana, morreu aos 36 anos de idade em 11 de outubro de 1996, vítima de complicações decorrentes da Aids. Onze dias depois, o grupo decidiu encerrar suas atividades para sempre.

Um dos maiores sucessos da Legião Urbana foi a canção ‘Faroeste Caboclo‘. Com uma letra extensa que conta uma história de amor, a música inesquecível passa dos nove minutos de duração.

Mais de duas décadas depois, um filme baseado na letra da canção foi produzido e lançado nos cinemas. Relembre a música ‘Faroeste Caboclo’ assistindo ao vídeo:

Assista a entrevista completa de Carlos Trilha no vídeo abaixo:

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Inclusive quadrinhos em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Só vale até o dia 26/11! Clique aqui.

Eduardo e Mônica, filme inspirado na música da Legião Urbana, ganha data de estreia