Fotos: Reprodução/Instagram

MC Livinho apavora fãs e familiares com vídeos supostamente ‘sendo perseguido’

O funkeiro MC Livinho passou um baita susto em seus seguidores do Instagram na madrugada desta segunda-feira (18) e, mais ainda, em seus familiares. Ele postou uma série de vídeos bizarros utilizando a função Stories e, depois disso, desapareceu por algumas horas.

Nas imagens, que foram excluídas mais tarde, Livinho aparecia desesperado e pedindo por socorro. Ele aparentava estar correndo. “‘Cê’ tá louco, mano, me ajuda, me ajuda”, disse ele.

Assista:

Todo o desenrolar da situação fez os internautas acreditarem que o funkeiro havia sido sequestrado.

Em vídeos anteriores, ele afirmava que estava sendo perseguido por um outro carro. “Algum carro já ficou te seguindo, porque esse aqui parece, viu? Meu carro é bom também, não sei porque não passa. Fora que jogou uma vez em cima de mim, mano”, afirmou.

“Não sei se me conhece, não tô entendendo nada esse carro aqui atrás de mim. Verdade mesmo, já está estranho. Quer seguir, pode seguir, tá emocionado?”, completou.

Veja:

Depois dos vídeos, Livinho sumiu por algum tempo das redes sociais e não deu notícias aos familiares, chegando a não atender ligações nem responder mensagens.

Veja também:
A morte e o legado de Raul Seixas, que já foi linchado pelos fãs e viveu altos e baixos

“Eu não sei o que está acontecendo com meu irmão. Tentei entrar em contato, não consegui. Quem tiver notícia, por favor, entra em contato comigo”, escreveu Elian, irmão do funkeiro.

O youtuber Coreno, amigo de Livinho, postou um vídeo explicando que ninguém estava conseguindo contato com o funkeiro e que todos estavam muito preocupados.

Horas depois, no entanto, Livinho voltou a aparecer em novos vídeos. Sem dar nenhum tipo de explicação, ele apenas alegou que tudo estava bem. Ele estava suado e em um ambiente escuro.

“Família, tô suave, tô de boa, tô bem, tô bem graças a Deus e vou continuar bem. Tô chegando aqui na casa dos meus pais, falei com meu irmão, já. Tô bem, família, tô bem”, disse.

Veja:

Compartilhar