Foto: reprodução / Instagram

MC Gui e famosos da web ignoram lockdown e se reúnem em praia

Apenas duas semanas após ter sido flagrado e detido pela polícia por participar de aglomeração em um cassino de luxo em São Paulo, MC Gui gerou polêmica ao ignorar o lockdown decretado pelas prefeituras das cidades do litoral paulista e ir para a praia, acompanhado de amigos, sem máscara, para gravar um videoclipe. 

Ele terá que responder na Justiça por crime contra a saúde pública por estar junto com 150 pessoas no cassino. Mas parece que isso não o abalou e muito menos convenceu da seriedade das medidas restritivas de controle da disseminação do coronavírus. 

Veja também:
Vários funkeiros são investigados em mega operação da Polícia Civil

Neste domingo (28), o cantor MC Gui, seu produtor Walace Moretti e os influenciadores Vivi, Jon Vlogs, Beatriz Michelle e Belle Kaffer, furaram a quarentena, gravaram vídeos e tiraram fotos em uma praia do município de Bertioga.

Na ocasião, estavam todos sem máscara desafiando a proibição determinada pela Prefeitura no primeiro fim de semana de ações ainda mais restritivas para conter a pandemia. Bertioga está com 100% dos leitos de UTI ocupados. E há 15 moradores internados em outras cidades, pois não tinha estrutura nos hospitais da cidade para eles.

Mc Gui e seus amigos foram “flagrados” ao publicarem fotos e vídeos nas redes sociais vivendo como se nada tivesse acontecendo no Brasil. “Ninguém imagina o que nós passamos para chegar até as pedras para gravar com o pôr do sol”, escreveu o produtor do funkeiro.

Moradoras de Bertioga, que acompanhavam o cantor e algumas das influenciadoras que participaram da aglomeração, se revoltaram e criticaram muito a postura dos artistas. 

“Moro bem em frente à praia, então, vi o momento em que passaram. Depois disso, vi várias manifestações no Facebook pedindo respeito, porque estamos vivendo em uma pandemia, e eles estavam fazendo aglomeração na praia. Tinha stories deles fazendo aglomeração, mas quando começou a repercutir, eles começaram a excluir“, conta a operadora de direito Gabriela Pinto, de 33 anos, ao portal ‘G1’.

Ela disse que começou a comentar em publicações no Instagram de MC Gui, Vivi e Bia Michelle, desaprovando a atitude deles, e acabou sendo bloqueada na rede social. 

“Minha irmã e outras amigas também foram bloqueadas. E a nossa maior preocupação é que, além de estarmos em plena pandemia, e em lockdown, em Bertioga, só temos dez leitos de UTI, que só foram criados para a pandemia”.

“A gente também está em isolamento, nós também gostaríamos de estar na praia, mas estamos nos privando pela coletividade. Então, não achamos justo que eles fossem para a praia sem máscara, diante de tudo que está acontecendo”, destaca Gabriela.

A assistente jurídica Gabrielle Teles, de 22 anos, afirmou que faltou empatia da parte de MC Gui e dos amigos que estavam com ele.

“Não era certo o que estavam fazendo. Eles são influencers, precisam ter empatia, se for para influenciar, que seja por uma coisa boa. Se a gente não pode ir para a praia da cidade que a gente mora, não pode trabalhar, estudar, o que dá o direto a eles de virem de fora e irem na praia? E ainda sem máscara. A galera, porque tem dinheiro, acha que pode vir na nossa cidade e fazer o que querem, e nem se comoverem“, afirma.

Veja também:
Zé Neto quebra o silêncio sobre internação de Cristiano com Covid-19

A Prefeitura de Bertioga se manifestou através de uma nota afirmando que qualquer evento nas praias, seja artístico, cultural ou esportivo, deve ter autorização prévia emitida pela prefeitura para acontecer. Não foi o caso da gravação do videoclipe de Mc Gui.

O órgão público não recebeu solicitação de autorização para possível gravação de clipe na praia. Autorizações dessa natureza não estão sendo concedidas, em razão da proibição de atividades nas praias durante a fase emergencial do Plano São Paulo e o período de lockdown na Baixada Santista.

“Permanecem proibidas atividades individuais ou coletivas nas praias, incluindo faixa de areia, calçadões, jardins e mar. A proibição também vale para rios, cachoeiras e trilhas turísticas”, diz a prefeitura, que tem intensificado as ações de fiscalização nas praias, mas precisa da colaboração da população.

Denúncias podem ser feitas pelo número 153, da Guarda Municipal.

A assessoria de imprensa da Ciclone Produtora, responsável por MC Gui, Beatriz Michelle e Belle Kaffer, disse ao G1 que o clipe foi gravado na residência do cantor, localizada no município. 

“Não gravamos na praia, e sim, na sua própria casa de praia, e seguindo todos os protocolos da Organização Mundial da Saúde [OMS]”, disse.

Vale lembrar que MC Gui estava desaparecido dos holofotes há cerca de 1 ano e meio, após ter se metido em uma baita polêmica que trouxe inúmeras consequências negativas para sua vida e carreira. Relembre:

MC Gui afirma que sua família tem recebido ameaças de morte após polêmica

Compartilhar