Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Sertanejos encontram Bolsonaro para apoiá-lo e pedem fim da meia-entrada

Um evento promovido pelo Palácio do Planalto, na última quarta-feira (29), contou com a presença de diversos cantores de música sertaneja, que declararam apoio ao presidente Jair Bolsonaro. O ator Dedé Santana também compareceu à cerimônia.

Além do apoio manifesto a Bolsonaro, os artistas também pediram ajuda do governo para dar fim ao benefício da meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, estabelecida em lei federal no ano de 2013. O político declarou que atenderá às reivindicações caso não seja encontrado “óbice jurídico ou constitucional”.

A Secretaria de Comunicação (Secom) do Palácio do Planalto divulgou a lista (veja ao fim da matéria) com todos os artistas presentes. Além dos já mencionados Dedé Santana e Hungria, destacam-se nomes como os sertanejos Bruno e Marrone, Cesar Menotti e Fabiano, Gian e Giovani, Henrique e Juliano, João Neto e Frederico, Matheus e Kauan e Teodoro e Sampaio, entre outros.

Veja também:
Zé Neto e Cristiano relembram polêmica após vídeo em apoio a Bolsonaro

Na cerimônia, Bolsonaro agradeceu ao apoio dos artistas. “Nós agradecemos esse voluntário apoio. Alguns até perderam seus contratos com as respectivas empresas e foram perseguidos, mas isso não foi em vão”, disse.

Doreni Caramori, presidente da Abrape (Associação Brasileira dos Promotores de Eventos), discursou durante o evento e manifestou-se contrário à existência da cobrança de meia-entrada. “Não existe meia-bicicleta, meio-caderno. Tem uma série de meios que estimulam a cultura que não são vendidos pela metade do preço. Não pode o Estado brasileiro intervir na economia e tomar 50% da receita de determinados setores sem nenhum tipo de compensação. Precisamos corrigir essa injustiça histórica”, afirmou.

O grupo de artistas entregou uma carta a Jair Bolsonaro manifestando o apoio. Veja, abaixo, a lista de nomes presentes no evento (segundo a Secom do Planalto, com alguns artistas que já negaram participação) e o texto direcionado ao presidente:

  • Bia Ferraz
  • Breno Ferreira
  • Bruno e Marrone
  • Cesar Menotti e Fabiano
  • Cleber e Cauan
  • Cuiabano Lima
  • Dedé Santana
  • Dipaulo e Paulino
  • Duduca e Dalvan
  • Durval e Davi
  • Edu Braga
  • Gian e Giovani
  • Gilberto e Gilmar
  • Henrique e Juliano
  • Héster e Helena
  • Hugo e Guilherme
  • Hungria
  • Israel Novaes
  • Jads e Jadson
  • Jefferson Moraes
  • João Neto e Frederico
  • João Reis
  • Kleo di Bah
  • Matheus e Kauan
  • Marcos Brasil
  • Marcus Paulo e Marcelo
  • Max e Luan
  • Paraná
  • Paulo Pires
  • Racyne e Rafael
  • Rejane Carminati
  • Samuel (Os Parazinhos)
  • Saonara Power Santana
  • Teodoro e Sampaio
  • Tiago (Os Parazinhos)
  • Zé Henrique e Gabriel

A carta:

“Os artistas do setor sertanejo do Brasil expressam seu apoio ao governo do presidente Jair Messias Bolsonaro e reconhecem seus notáveis feitos no ano de 2019, nos diversos setores produtivos do país.

Diante da difícil situação econômica e social pela qual passava o povo brasileiro, o Brasil precisava de uma atuação forte, decidida, responsável e sem interesses escusos por parte de seus governantes.

A retomada do crescimento econômico e da geração de empregos, o combate à corrupção, o resgate de valores da sociedade, desejos de toda a população brasileira, exigia atuação corajosa e eficiente do Governo Federal.

O país carecia de um ambiente institucional e político estável, com políticas públicas voltadas para o bem-estar da população brasileira, num ambiente econômico saudável e sustentável.

Os artistas sertanejos, que percorrem todos os cantos desse grandioso Brasil e vivenciam todos os dilemas e dificuldades do povo brasileiro, encontraram no governo do presidente Bolsonaro essa postura de um governante que trabalha em prol de seu povo, de seu país.

Assim, expressamos espontaneamente nossos agradecimentos pelas ações e medidas do governo e manifestamos nosso apoio.

Queremos que o Brasil continue trilhando um caminho de prosperidade para seu povo!”

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.