Foto: divulgação

Solange Almeida mostra antes e depois de bariátrica: ‘ninguém é gordo porque quer

A cantora Solange Almeida, ex-Aviões do Forró, publicou imagens que mostram o ‘antes e depois’ da cirurgia bariátrica a qual ela se submeteu no início de 2008. As fotos foram divulgadas junto de um desabafo da artista, com reflexões a respeito do 12° aniversário do procedimento.

“Há 12 anos, fiz a escolha que mudou a minha vida. Foi fácil? Não! E continua não sendo até hoje, mas eu faria tudo exatamente igual. Ao contrário do que muita gente imagina, fiz o procedimento por melhorias de saúde. A estética foi consequência, De lá pra cá mudei tanto por fora quanto por dentro e isso me fez um bem danado”, afirmou a cantora, inicialmente.

Solange pontuou, em seguida, que muitas pessoas menosprezam as conquistas pessoais dela devido à condição financeira que ela possui. “Já ouvi e li muitos comentários que diziam ‘o que o dinheiro não fizer, ninguém mais fará’ ou ‘não existe mulher feia, existe mulher sem dinheiro’. Quanta ignorância! É fácil falar de uma realidade que não é a sua! Quantas pessoas não conseguem emprego porque estão acima do peso? Eu mesma passei uma eternidade precisando trabalhar e levando ‘nãos’, como se um obeso seja menos incapaz que qualquer outra pessoa”, destacou.

Veja também:
Marília Mendonça fala de comparações com Adele: 'só porque sou gordinha'

A artista disse, ainda, que “ninguém é gordo porque quer, ou porque é engraçado ou é ‘fofinho'”. “Infelizmente, obesidade é doença e somente a redução (de estômago) não é a solução, como muita gente acha! Ela é a porta de entrada. Depois vem a reeducação e o restante do processo depende única e exclusivamente da pessoa”, afirmou.

Por fim, Solange Almeida exaltou o fato de ter incentivado muitas pessoas a perder peso, seja com ou sem a cirurgia bariátrica. “Perdi a conta de quantas pessoas já topei em aeroportos, recebi em camarins e encontrei na rua dizendo que perderam o medo e mudaram a vida porque eu incentivei. Eu quero mais o que dessa vida, minha gente? Se ame do jeito que vc é! Mas se cuide!! Seja o amor de sua vida”, concluiu.

Veja, a seguir, o post original com as fotos (para ver todas as imagens, arraste para os lados ou clique nas setas laterais):

View this post on Instagram

Ha 12 anos fiz a escolha que mudou a minha vida. Foi fácil? Não! E continua não sendo até hoje, mas eu faria tudo exatamente igual. Ao contrário do que muita gente imagina, fiz o procedimento por melhorias de saúde. A estética foi consequencia. De lá pra cá mudei tanto por fora quanto por dentro e isso me fez um bem danado. Algumas pessoas remetem essa mudança ao dinheiro, que com ele tudo é mais fácil. Já ouvi e li muitos comentários que diziam “O que o dinheiro não fizer, ninguém mais fará!” Ou “Não existe mulher feia, existe mulher sem dinheiro!”. Quanta ignorância!! É muito fácil falar de uma realidade que não é a sua!! Quantas pessoas não conseguem emprego porque estão acima do peso? Eu mesma passei uma eternidade precisando trabalhar e levando “nãos”!, como se um obeso seja menos incapaz que qualquer outra pessoa!! O problema é que ninguém é gordo pq quer, ou pq é engraçado ou é “fofinho “. Infelizmente Obesidade é doença e a somente a redução não é a solução, como muita gente acha!! Ela é a porta de entrada. Depois vem a reeducação e o restante do processo depende única e exclusivamente da pessoa. Sabe, o maior orgulho que carrego nem é tanto ser quem me tornei, aonde cheguei mas a mulher que incentivou dezenas de pessoas a perder peso, independente de cirurgia ou não. Perdi a conta de quantas pessoas já topei em aeroportos, recebi em camarins e encontrei na rua dizendo que perderam o medo e mudaram a vida porque eu incentivei. Eu quero mais o que dessa vida minha gente? Se ame do jeito que vc é! Mas se cuide!! Seja o amor de sua vida. #oamordaminhavidasoueu #bariatrica #reducaodeestomago #solangealmeida #vemcomadona .

A post shared by Solange Almeida (@solangealmeida) on

Solange Almeida e a luta contra a gordofobia

Em participação recente no quadro ‘Arquivo Confidencial’, do ‘Domingão do Faustão’, programa da TV Globo, Solange Almeida falou sobre a obesidade e revelou que sofreu com gordofobia. Os comentários negativos a deixavam abalada – a ponto de considerar abandonar seu trabalho como artista.

“Aconteceu um fato que me marcou muito. Eu era gordinha, desci do avião, estava toda feliz, era a primeira vez que eu ia estar na cidade. Quando chego no aeroporto, tinha um grupinho que disse assim: ‘Cadê a Solange? Quero conhecer a Solange’. Disseram: ‘É aquela ali?’. ‘Ai, não acredito que passei duas horas para ver uma baleia descer do avião’”, contou Solange, inicialmente.

A artista seguiu dando exemplos do preconceito que sofria. “Tinham bandas que não me queriam. Era muito preconceito. Tinha uma banda, antes do Aviões, que tinha uma certa visibilidade, estava sempre fazendo programa de TV. Uma música que gravei estava fazendo sucesso, uma versão da Celine Dion. Fui em um programa de TV e disseram assim: ‘Você não vai entrar, quem vai dublar a sua voz é a cantora bonita’. Falei: ‘Ela não vai. Se ela entrar, eu quebro tudo’. A menina não entrou me dublando, mas eu também não entrei”, disse.

Passando por tantas situações negativas, Solange Almeida considerou desistir da música. “Nessa banda, eu perdi todas as minhas expectativas. Eu disse: ‘Agora vou amarrar as minhas chuteiras, não vou mais cantar, não vou enfrentar público mais’. Não queria ser cantora de frente, queria ficar resguardada no estúdio. Aconteciam coisas terríveis. De tanto apanhar, resolvi ficar no meu cantinho. Foi aí que surgiu a proposta de ir para o Aviões do Forró”, afirmou.

Veja também:
Solange Almeida desabafa sobre gordofobia e diz que quase abandonou carreira

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar