Foto: Reprodução/Instagram

Corona: por onde anda a cantora de ‘The Rhythm Of The Night’

Recentemente ‘ressuscitada’ pelos brasileiros graças aos casos de coronavírus pelo mundo, a cantora Corona, do hit ‘The Rythm of the Night’, está mais viva do que nunca e, embora muitos não saibam, é brasileira.

Para quem não se lembra de Corona, talvez os detalhes listados pelo Revista Cifras ajudem a refrescar a memória! A música por si só fez muito sucesso e deu origem a vários memes: Jesus Humilha o Satanás e o Rei do Camarote, para quem serviu de trilha sonora.

Ouça ‘The Rhythm Of The Night’, de Corona:

Jesus Humilha O Satanás:

O Rei do Camarote:

Corona: do Rio de Janeiro para o mundo

Olga Maria de Souza, a Corona, nasceu no Rio de Janeiro, mas se mudou para a Itália para trabalhar como cantora e professora dança, onde acabou transformada em dona de hit.

View this post on Instagram

#corona #Rio #riodejaneiro

A post shared by Corona (@corona.olgadesouza) on

Em entrevista ao programa ‘The Noite’, de Danilo Gentili, Corona contou que vivia numa pequena cidade italiana, no início dos anos 1990, quando foi descoberta pelo produtor italiano Francesco Bontempi.

Bontempi a viu cantando ‘Garota de Ipanema’ e viu potencial para transformar a brasileira em artista internacional. “Ele me convidou e eu aceitei. O projeto foi todo feito na Itália, era o eurodance”, explicou ela.

Veja também:
Os nomes completos de Matheus e Kauan têm um duplo sentido curioso

No país europeu, ‘The Rythm Of The Night’ chegou ao primeiro lugar nas paradas da Billboard em 1993 – o que fez a música ultrapassar mais fronteiras e chegar à Inglaterra.

No país dos Beatles, Corona e seu “ritmo da noite” ficaram em primeiro lugar nas mais tocadas por 16 semanas consecutivas. “Foi incrível para a época, uma surpresa. Foi muito bom”, disse a cantora a Gentili.

Veja a entrevista com a cantora Corona:

O sucesso da música dançante chegou ao Brasil e, em 1994, Corona veio ao seu país natal para participar do ‘Domingão do Faustão’.

Veja a participação da cantora Corona no Faustão:

Depois do hit

Ao contrário do que muita gente pensa, Corona não parou depois de ‘The Rythm Of The Night’. Ela lançou outros quatro álbuns e segue fazendo shows pela Europa, já que continua morando na Itália com o marido.

View this post on Instagram

Corona and IceMc

A post shared by Corona (@corona.olgadesouza) on

Entre 2014 e 2019, a cantora chegou a morar no Brasil, mais precisamente na cidade de São Paulo. Nesse meio tempo, ela voltou ao ‘Domingão do Faustão’, dessa vez para participar do famoso quadro ‘Ding Dong’ com seu eterno e inesquecível hit.

Na época, a cantora Corona aproveitou para fazer um pedido inusitado: “Faustão, na próxima vez, se você me convidar, quero voltar aqui para dançar no ‘Dança dos Famosos'”, brincou ela, que ainda não foi agraciada com essa chance.

Em junho de 2019, a carioca contou, ao portal ‘GShow’ que tem um grande sonho relacionado ao Brasil: “Construir um lar para pessoas doentes que precisam de cuidados e não podem pagar”.

Repaginada

Em novembro de 2020, o single de ‘The Rhythm Of The Night’ completa impressionantes 27 anos de idade e o hit que consagrou a cantora Corona em todo o mundo ainda faz muito sucesso até os dias de hoje.

Tanto que, recentemente, foi usado como sample (a reutilização de uma parte de uma gravação de som em outra gravação, muito comum na indústria fonográfica) para compor a trilha sonora do filme ‘Bad Boys Para Sempre’ (2020) – o terceiro da franquia de sucesso protagonizada pelos atores Will Smith e Martin Lawrence.

A canção ganhou o nome ‘RITMO’ e é uma parceria entre o trio Black Eyed Peas e o cantor colombiano J Balvin. Orgulhosa, a cantora Corona compartilhou com seus 6,7 mil seguidores no Instagram que foi ver o filme nos cinemas.

Assista ao videoclipe de ‘RITMO’:

Cantora Corona ou coronavírus?

Relembrada no Brasil graças aos memes sobre o coronavírus em 2020, Corona falou ao jornal ‘Extra’ sobre ter sido citada devido ao surto da doença.

“Vi muitos memes. Estão todos em alarme neste momento. Sem dúvidas, uma notícia desse gênero traz muita ansiedade, pois não sabemos como lidar com isso ainda. Seria muito melhor se o mundo fosse contagiado pela música e não por um vírus tão perigoso”, disse ela.

Questionada sobre planos de voltar ao Brasil para uma turnê, a cantora Corona comentou a possibilidade e relembrou os tempos de shows pelo país onde nasceu. “Ainda não tenho planos para fazer shows aí, mas espero muito em breve poder curtir o público brasileiro que é um dos melhores do mundo”, finalizou.

Compartilhar