Foto: reprodução / Instagram

‘Batom de Cereja’ foi recusada por 3 grandes artistas antes de se tornar hit

A música ‘Batom de Cereja’ é um sucesso absoluto nas paradas em todo o Brasil desde o seu lançamento, em fevereiro. Mas sabia que ela foi ignorada por grandes artistas nordestinos antes de ser gravada pelos goianos sertanejos Israel e Rodolffo?

Segundo um dos autores da canção, ela foi escrita para o ritmo piseiro vertente do forró que tem feito muito sucesso entre os brasileiros – mas acabou virando sertanejo e se tornando o maior hit de 2021 até o momento.

A presença de Rodolffo no ‘Big Brother Brasil 21’ contribuiu para o sucesso da música. Como parte da campanha de marketing da dupla, ‘Batom de Cereja’ foi lançada assim que o reality da TV Globo começou. Rodolffo ensinou a letra aos colegas de confinamento, que criaram até uma dancinha – levando a canção a ser uma das mais tocadas do Brasil!

“Graças a Deus tivemos a surpresa do convite do ‘BBB’, que trouxe uma visibilidade, uma vitrine muito espontânea que levou o país inteiro”, disse Rodolffo.

Só no Youtube, ‘Batom de Cereja’ tem mais de 226 milhões de visualizações. A música sertaneja entrou para o Top 30 global da plataforma de streaming Spotify e conquistou o número expressivo de quase 2 milhões de reproduções em apenas 24 horas! Estamos falando – de longe – do maior sucesso da carreira de Israel e Rodolffo, que estão na estrada há anos.

Veja também:
Morte de Claudinho, da dupla com Buchecha, parou o Brasil em 2002

‘Batom de Cereja’ foi composta por Élcio de Carvalho, Léo Soares, Lucas Papada e Kito. Eles contaram ao G1 que estavam com o forró de teclado em mente quando a escreveram.

A gente queria um ‘piseiro’ mesmo. Pensando num primeiro momento em Barões da Pisadinha, em alguns artistas do Nordeste. E acho que a gente não demorou uns 17, 20 minutos para fazer a música. Ela saiu muito rápida, sabe?”, lembra Élcio.

Os compositores foram atrás dos artistas: Barões da Pisadinha, Raí Saia Rodada e Wesley Safadão – que não deram a mínima para a canção. “Chegamos a mandar. Mas às vezes, no processo, a pessoa está muito acarretada, com muito trabalho. Às vezes no dia a dia passa e não ouve. Ou ouve e não sente, diz um dos autores.

Élcio é amigo de Israel e Rodolffo e durante uma visita à dupla, em Goiânia, mostrou a canção para os artistas, que se apaixonaram na hora e decidiram gravá-la.

“Desde o princípio, desde quando a gente ouviu, a gente já sabia que a música tinha algo a mais. Ela tinha um brilho“, diz Rodolffo. A dupla já vinha testando gravações mais dançantes e essa tinha tudo a ver com o que buscavam.

E segundo o ex-BBB, Rodolffo, ‘Batom de Cereja’ era para ser deles! “Vou te falar uma coisa que roda como comentário no nosso meio, e é muito real: música tem dono. Às vezes, um artista que possivelmente tenha mais sucesso que a gente, se tivesse gravado, não teria o sucesso que ela está fazendo“, reflete Rodolffo. “Independente do estilo que parece ser dele”, completa.

Veja também:
Morte de João Paulo teve pedido de ajuda e quase fez Daniel largar carreira

Uma curiosidade interessante é que o refrão original da canção dizia “Eu beijo, tu beija”, conforme falado popularmente no sotaque nordestino. Contudo, seu Juarez, o pai do Rodolffo, pediu para os compositores mudarem para “Eu beijo, cê beija”. Eles toparam e deu muito certo, pois muitas pessoas entendem “Eu beijo, cerveja”, o que deixou a música mais popular ainda.

Depois do grande sucesso, tanto Barões da Pisadinha e Raí Saia Rodada, quanto Wesley Safadão, fizeram suas versões e cantaram ‘Batom de Cereja’ em transmissões ao vivo que fizeram nos últimos meses. Mas os direitos continuam sendo apenas de Israel e Rodolffo.

Ouça ‘Batom de Cereja’:

Nova música de Israel e Rodolffo já faturou mais do que o prêmio do ‘BBB 21’