Fotos: Reprodução/Instagram

Cantora Lívvia Bicalho e namorado são encontrados mortos; suspeita é feminicídio

A cantora e influenciadora digital Lívvia Bicalho, de 38 anos, foi encontrada morta no apartamento do namorado na tarde desta quarta-feira (21) em João Monlevade – a 2 horas de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Vítima de um tiro no peito, ao lado dela estava o corpo do namorado, Rafael Ribeiro Pinto, de 39 anos, com um tiro na cabeça.

Rafael estava com um revólver calibre 38 em uma das mãos e a principal suspeita da polícia é que ele tenha matado a mulher e se suicidado em seguida.

Veja também:
MC Brinquedo cometeu suicídio? Post enigmático do funkeiro preocupa fãs

Segundo a imprensa local, a PM foi acionada por volta das 13h por vizinhos que ouviram barulho de dois tiros após uma briga do casal. A porta estava trancada e foi arrombada pelos policiais. Ao entrarem, se depararam com os corpos de Lívvia e Rafael já sem vida. 

casal discutiu horas antes e Lívvia chegou a procurar a Polícia para registrar uma queixa. Ela teria desistido de fazer boletim de ocorrência, pois preferiu evitar a exposição, já que era uma “pessoa pública”.

Uma viatura foi enviada ao apartamento onde estavam, mas o casal disse que estava tudo bem aos militares.

Ela, provavelmente, tinha decidido terminar o relacionamento, pois afirmou que um caminhão buscaria os móveis e pertences dela que estavam no apartamento do namorado na próxima segunda (26), segundo informações do G1. Mas, lamentavelmente, não teve esse tempo.

Quem foi Lívvia Bicalho

Lívia Graciele Bicalho Domingues, que usava o nome artístico Lívvia Bicalho, tinha 98,3 mil seguidores no Instagram e fazia sucesso como influenciadora digital na cidade mineira, sendo considerada a pioneira nessa atividade nessa região.

Em 2020, recebeu um prêmio por ser a maior influencer da região do Médio Piracicaba.

A artista foi candidata a vereadora no último pleito, pelo partido Avante, mas não conseguiu se eleger. Sua causa era defender o direito das mulheres.

Veja também:
Joelma diz que parou de sorrir em casamento e conta como infância a salvou

Triste e até ironicamente, apenas 5 meses depois das eleições ela, supostamente, foi vítima do feminicídiocrime de homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher que matou 5 mulheres por dia no Brasil em 2020, segundo apontamento de um estudo da Rede de Observatório da Segurança.

De acordo com o estudo, durante a pandemia, o isolamento social agravou a situação de violência contra as mulheres, que passaram a ter mais tempo de convívio com o agressor. Os riscos aumentaram e o acesso das vítimas a redes de proteção e denúncia ficou mais difícil”. 

Oitava filha em uma família de 9 irmãos, Lívvia era divorciada e deixa dois filhos: Júlia, de 19, e Davi, de 8 anos.

Veja a última foto postada por Lívvia com o namorado. Trata-se de uma homenagem pelo aniversário do rapaz:

Assista ao videoclipe da música ‘Desacelera’, lançado por Lívvia Bicalho em 2017:

Campanha denuncia violência contra mulher em letras de músicas famosas

Compartilhar