Foto: divulgação

Dinho Ouro Preto lança EP com covers de Legião Urbana, O Rappa e Lulu; ouça

Dinho Ouro Preto iniciou seu projeto solo, o álbum digital ‘Roque em Rôu’, ainda em 2019. Dois compactos já haviam sido lançados, com três músicas cada, trazendo versões de ‘Rolam as Pedras’ (Kiko Zambianchi), ‘Saideira’ (Skank), ‘Tarde de Outubro’ (CPM 22), ‘Metamorfose Ambulante’ (Raul Seixas), ‘A Mais Pedida’ (Raimundos) e ‘Inverno’ (Vertigo).

Agora, o vocalista do Capital Inicial lançou o volume 3 de ‘Roque em Rôu’, com ‘Quase Sem Querer’ (Legião Urbana), ‘Tempos Modernos’ (Lulu Santos) e ‘O Que Sobrou do Céu’ (O Rappa).

Ouça a seguir, via Spotify ou YouTube (playlist):

Em material de divulgação, Dinho Ouro Preto definiu Legião Urbana como sua banda favorita do Brasil. “Tive o privilégio de crescer acompanhando de perto a transformação de Renato Russo no maior nome da minha geração. […] Sou tão apaixonado por sua obra que eu seria capaz de gravar um disco inteiro em tributo a ele, mas tive que passar pelo difícil processo de escolher uma só canção. ‘Quase Sem Querer’ é profunda e singular. Põe em palavras várias coisas que sinto e nunca consegui verbalizar”, afirmou.

Já a opção por ‘Tempos Modernos’ foi feita porque, para Dinho, Lulu Santos é “um gênio”. “Ele compõe de um jeito peculiar e sua voz é singular. […] A facilidade com a qual ele toca guitarra como se fosse uma extensão de seu corpo, me fascina. […] ‘Tempos Modernos’ é algo à parte. Lulu navega entre vários universos e essa é um de seus momentos mais roqueiras dele. Então, resolvi turbiná-la ainda mais”, disse.

Por fim, ‘O Que Sobrou do Céu’ d’O Rappa, vem do álbum ‘Lado A Lado B’, descrito como “uma pérola” por Dinho Ouro Preto. “O Rappa é um dos grupos mais intensos que eu conheço. Tanto os shows quanto os discos são experiências marcantes. […] Eu considero ‘Lado A Lado B’ um dos maiores discos do rock brasileiro. ‘O Que Sobrou do Céu’ sempre esteve entre as minhas favoritas, e depois de tocá-la ao vivo, bati o martelo. Optei por uma levada meio ‘Hendrix’. Gostei tanto que fizemos duas versões. A que está saindo agora é a acústica. Divirtam se com ela e aguardem a versão elétrica”, afirmou.

Ficha técnica: ‘Roque em Rôu – Vol. 3’

Vocal: Dinho Ouro Preto
Guitarra: Fabiano Carelli
Baixo: Mauro Berman
Bateria: Lourenço Monteiro
Teclados: George Fonseca
Gravação, mixagem e masterização: Marck
Estúdio de gravação: Nano Studio

Veja também:
Renato Russo: a morte e os últimos dias da voz da Legião Urbana

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.