Líder do Foo Fighters, Dave Grohl sofreu depressão em 2015

Revelação foi feita pelo próprio Grohl, em recente entrevista (Divulgação)

Revelação foi feita pelo próprio Grohl, em recente entrevista (Divulgação)

O frontman do Foo Fighters, Dave Grohl, sofreu depressão em meados de 2015. A revelação foi feita pelo próprio Grohl, em entrevista à revista Kerrang!.

Dave relata que a fase depressiva teve início após ter sido encerrada a turnê em que ele tocou com a perna quebrada – chamada por eles próprios de “Broken Leg Tour”. “Estávamos muito exaustos. Eu ainda estava tentando andar. Ainda usava muletas, tentando recuperar a forma, e estava tão drenado da turnê”, afirmou.

Grohl afirma que, geralmente, ao fim de longas turnês, é normal culpar a música e sua banda por seus problemas – e, consequentemente, afastar-se de sua rotina anterior. “Eu não queria pegar numa guitarra. Não me sentia criativo ou inspirado. Então, retomei uma vida normal e doméstica”, disse.

Então, veio a “fase depressiva esquisita”, conforme relatada por Dave Grohl. “Fiquei com uma barba enorme, de pijamas e não saí de casa por semanas. Depois, percebi que a música não fazia minha vida pior – na verdade, foi o que melhorou a minha vida”, afirmou.

Cerca de um a dois meses depois, as coisas voltaram para os trilhos. E Grohl diz que o período o inspirou para novas composições – algumas delas, presentes no álbum mais recente do Foo Fighters, “Concrete And Gold”, lançado na última sexta-feira (15).

Veja também:
Beyoncé autoriza que Ludmilla utilize uma de suas músicas no próximo DVD

Por Igor Miranda (@silvercm)

#COMENTE

Opiniões, curiosidades, resenhas, listas e sobre todos os tipos de música são o foco desta coluna, comandada por Igor Miranda, jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical. Contato: [email protected]