Foto: Rafael Barbosa / @rafaelbarbosafoto / divulgação

Parrerito, cantor do Trio Parada Dura, morre aos 67 anos de Covid-19

Morreu, aos 67 anos, o cantor Parrerito, integrante do Trio Parada Dura. O artista faleceu por volta das 21h30 do último domingo (13), após ficar internado por mais de 15 dias com Covid-19, a doença do novo coronavírus.

Internado em um hospital particular de Belo Horizonte (MG), Parrerito deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no último dia 31, após sofrer um mal súbito. Ele já estava hospitalizado desde o dia 29.

O artista, cujo nome é Eduardo Borges, fazia parte do grupo de risco da doença. Além de ter mais de 60 anos, ele era diabético.

Veja também:
Tio Wilson, baterista da banda Lagum, morre após show drive-in em MG

Em nota, a assessoria de imprensa do Trio Parada Dura declarou que Parrerito “batalhou muito, mas infelizmente não resistiu às complicações da doença”. “Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura. Ficará para sempre em nossos corações e na memória da música sertaneja”, diz.

View this post on Instagram

COMUNICADO – PARRERITO É com muita tristeza e o coração apertado que informamos o falecimento do cantor Eduardo Borges, conhecido como Parrerito, neste domingo, 13 de setembro, em Belo Horizonte (MG). Voz principal do Trio Parada Dura, Parrerito morreu por volta das 22h após complicações causadas pela Covid-19. Parrerito foi internado há 16 dias no Hospital Unimed, em Belo Horizonte (MG), com sintomas do novo coronavírus e, por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave. Batalhou muito, mas infelizmente não resistiu às complicações da doença. Familiares e a equipe Trio Parada Dura agradecem todas as correntes de orações e fé formadas durante a luta de Parrerito pela vida. Elas mostraram o quanto ele era tão querido e estimado por todos. E é desta forma que vamos sempre lembrar dele. Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura. Ficará para sempre em nossos corações e na memória da música sertaneja. Parrerito deixa mulher, filhas e netas que eram sua grande paixão. Vai com Deus, Parrerito! Sentiremos muito sua falta. Att. Equipe Trio Parada Dura

A post shared by Trio Parada Dura (@trioparadadura) on

Veja também:
Cauan se desculpa por desdenhar da Covid-19: 'paguei caro por ignorância minha'

Nascido em 20 de junho de 1953, em São Fidélis, no Rio de Janeiro, Parrerito se consagrou ao lado do Trio Parada Dura, do qual era integrante desde os anos 80. O cantor entrou no grupo para substituir o irmão, Barrerito, que ficou paraplégico após um acidente aéreo.

O Trio Parada Dura foi criado na década de 70. Entre os maiores sucessos lançados, estão as músicas ‘Telefone Mudo’ e ‘As Andorinhas’. Os demais integrantes da formação atual, Creone e Xonadão, testaram negativo para Covid-19 e ainda não revelaram como será a sequência das atividades do trio.

Veja também:
Wesley Safadão mostra exames e nega que tenha forjado Covid-19 para esconder HIV

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar