Foto: divulgação

Ana Paula Valadão culpa gays por aids em vídeo viral e será processada

O nome de Ana Paula Valadão foi um dos mais debatidos entre os internautas brasileiros no último fim de semana. Um vídeo com um depoimento da cantora e pastora durante o Congresso Diante do Trono de 2016 viralizou ao mostrá-la dizendo que a homossexualidade “não é normal” e que homens gays são culpados pela Aids.

Inicialmente, Ana Paula Valadão afirma que a homossexualidade “não é normal” e completa: “Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos. Qualquer outra opção sexual é uma escolha do livre arbítrio do ser humano. E qualquer escolha leva a consequências”.

Em seguida, ela diz que o pecado tem a morte como consequência. “A Bíblia chama qualquer escolha contrária a que Deus determinou como ideal, como ele nos criou para ser, de pecado. E o pecado tem uma consequência, que é a morte”, opinou.

Veja também:
Alok revela que recusou R$ 10 milhões para divulgar 'cura gay' em clipe

Por fim, é feita uma analogia equivocada entre a Aids e os homens gays. “Está aí a Aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres, enfim. Não é o ideal de Deus”, concluiu, ignorando diversos estudos que apontam que é errado associar o vírus HIV à homossexualidade.

Veja o trecho que circulou nas redes sociais:

A declaração causou bastante controvérsia no último fim de semana. Em meio às críticas, a pré-candidata a vereadora da cidade de São Paulo pelo PSOL, Erika Hilton, informou ter processado Ana Paula Valadão por LGBTfobia.

“Acabo de sair de reunião com meu advogado. Estamos processando Ana Paula Valadão por LGBTfobia. Não seremos mais caluniades, atacades e ofendides sem luta. Abaixo à cultura de ódio e violência contra pessoas LGBTs no país que + nos mata. Nenhum ataque mais. Nenhuma vida a menos”, afirmou.

Até o momento, Ana Paula Valadão não se manifestou. A cantora e pastora apenas restringiu a seção de comentários de sua página no Instagram.

Polêmica com André Valadão, irmão de Ana Paula Valadão

Foto: divulgação

Recentemente, o irmão de Ana Paula, o também cantor e pastor André Valadão, gerou polêmica com declarações de tom semelhante. Por meio das redes sociais, ele declarou que a igreja não é um lugar ideal para homossexuais.

Veja também:
André Valadão diz que igreja não é para gays: 'entender o lugar de cada um'

O assunto veio à tona após um internauta perguntar: “Dois rapazes que são membros da igreja estão namorando, expulsa ou deixa na igreja?”. André Valadão, inicialmente, declarou: “Eles podem ir para um clube gay ou coisa assim, mas na igreja não dá. Esta prática não condiz com a vida da igreja”.

Em seguida, o pastor e cantor disse que há “muitos lugares que gays podem viver sem qualquer forma de constrangimento”. “Mas a igreja é um lugar para quem quer viver princípios bíblicos. Não é sobre a igreja expulsar, é sobre entender o lugar de cada um”, afirmou.

Veja também:
Quando Lulu Santos assumiu ser gay e revelou sua relação com Clebson Teixeira

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar