Foto: Reprodução/Instagram

Entenda a polêmica entre Ludmilla e o Prêmio Multishow

O nome de Ludmilla ficou entre os mais comentados nos últimos dias. O motivo? A cantora se revoltou ao não ver seu nome entre as artistas indicadas na categoria de ‘Cantora do Ano‘ do Prêmio Multishow 2021.

Acontece que não se trata apenas de um caso de “dor de cotovelo” e o buraco é muito mais embaixo! Continua a leitura e entenda essa treta.

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Inclusive quadrinhos em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui.

Na última terça-feira (19), Ludmilla usou as redes sociais para compartilhar números incríveis atingidos por ela no último ano e disse estar sofrendo boicote pelo canal do Grupo Globo, que não valoriza artistas diversos e falha muito na representatividade.

Ludmilla ainda agradeceu o convite do Multishow, mas afirmou que não participará do evento este ano, que vai acontecer dia 8 de dezembro, pois não se sente bem-vinda por lá.

Veja também:
Medida protetiva impede pai de Ludmilla de se aproximar da filha

O perfil oficial do Multishow procurou Ludmilla para conversar e respondeu à reclamação dela publicamente no Instagram. Contudo, a resposta não agradou internautas e fãs da cantora. Lud aceitou as desculpas, mas seguiu firme no boicote, declarando que não se apresentará no evento.

“Falta de reconhecimento”, reclama Ludmilla

A funkeira ganhou o Prêmio Multishow na categoria ‘Cantora do Ano’ em 2019. Ao recebê-lo, foi vaiada pelos fãs de Anitta. Desde então, não vê seu nome entre as indicadas nessa categoria.

“Sou a primeira cantora negra da América Latina a acumular um bilhão de streams só no Spotify. Meus clipes somam 2,5 bilhões de views. Rainha da Favela ficou meses entre as músicas mais tocadas. São os números que falam”, iniciou Ludmilla no Twitter.

“Só esse ano, lancei o Numanice ao vivo, projeto que impactou a cultura brasileira e revolucionou o mercado do pagode de um jeito jamais visto, por ser uma mulher à frente. Projeto que garantiu o vídeo musical solo mais visto de 2021 por uma cantora pop brasileira, alegou.

“Desde que ganhei a primeira vez, impactei todo o sistema por ser a primeira cantora negra a ser indicada e a vencer essa categoria em 26 anos de prêmio, continuou ela, que vê esse fato como uma forma de boicote do canal.

“Uma representante das minorias, cantora negra, bissexual, funkeira, periférica. Nunca mais fui indicada na categoria Cantora do Ano”, reclamou Ludmilla. “Infelizmente, essa é a forma que o sistema te boicota, disse.

“Mesmo eu sendo indicada em outras categorias da premiação, é nítida a falta de reconhecimento e entendimento das (poucas) premiações que temos aqui no Brasil”, afirmou. “Assim como eu, vários artistas de vários segmentos e bandeiras que mereciam ser indicados ou reconhecidos, estão na mesma situação”, defendeu a artista.

Veja também:
Saiba como será a série sobre a vida de Ludmilla, que será lançada ainda em 2021

“Venho por meio deste avisar a todos e ao Multishow que não me apresentarei mais no prêmio esse ano. Obrigada pelo convite, mas onde não sou bem-vinda, prefiro não estar só por educação”, concluiu Ludmilla.

Veja:

Multishow se pronuncia

Diante da repercussão das reclamações de Ludmilla, uma equipe do Multishow entrou em contato com ela e conversou sobre as questões expostas pela cantora nas redes sociais.

Admitiram que falta representatividade no Prêmio Multishow e se comprometeram em continuar trabalhando para evoluir nesse sentido.

Leia o comunicado, na íntegra:

“Tivemos um papo há pouco com a Lud, numa escuta ativa, e entendemos seu posicionamento. Sabemos que o mundo de hoje ainda está longe da representatividade ideal e continuaremos trabalhando no que for necessário para evoluir.

Em 2019, criamos a Academia Prêmio Multishow, um grupo de cerca de 500 especialistas ligados à música – críticos, jornalistas, empresários, gravadoras, radialistas, contratantes e representantes de todos os gêneros e regiões do país – para eleger os indicados ao Prêmio Multishow (que depois têm seus vencedores escolhidos pelo público). 

Mas temos consciência de que a luta pela diversidade deve ser diária e entendemos que precisamos estar ainda mais comprometidos com a causa. Assim, em conjunto, nos propusemos a criar um Coletivo ainda mais diverso, para somar ao trabalho que temos feito, contribuindo com as próximas edições do Prêmio Multishow.

O Multishow acompanha a Lud desde o início de sua carreira. Temos uma longa e sólida parceria que nos permite sempre trocar ideias para evoluir juntos.

Durante os últimos anos, tivemos o orgulho de ter a presença da Ludmilla em muitas edições do Prêmio Multishow, tanto com performances inesquecíveis, como também em 12 indicações, sendo merecidamente premiada como Cantora do Ano e Música Chiclete em 2019 e Música do Ano em 2020.

Lud também concorre esse ano com duas indicações – Hit do Ano e Clipe TVZ do Ano. Ela sempre esteve e continuará presente em muitos dos nossos programas musicais, como TVZ e Música Boa Ao Vivo, além de transmissões ao vivo de grandes shows e festivais.

Pois é sem dúvida uma das maiores cantoras da América Latina e temos uma admiração enorme pela artista que se tornou”.

Veja também:
Mãe de Ludmilla acusa o pai da cantora de chantagem e ameaças: 'só quer dinheiro'

Confira:

 

View this post on Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @multishow

Internautas e fãs de Ludmilla não ficaram nada satisfeitos com o pronunciamento do Multishow sobre a polêmica. “Falou, falou e não disse nada”, afirmou uma mulher. “Não conseguiu me convencer”, declarou outra.

Só confirma o boicote“, afirmou uma internauta, nada convencida pelas declarações do Multishow. “Falam de diversidade mas não tem”, comentou mais um.

Estão precisando trocar urgentemente esses 500 especialistas pq não estão acompanhando de fato o cenário musical atualmente”, reclamou um internauta. 500 amigos de Ivete, ironizou outro, dando a entender que o canal sempre deu e continua dando muito destaque à Ivete Sangalo.

Ludmilla aceita pedido, mas mantém boicote

Após o Multishow se pronunciar, Ludmilla voltou ao Twitter para contar aos fãs. Ela disse que continua muito chateada pela não indicação na categoria ‘Cantora do Ano’, mas revelou estar tudo bem entre ela e o canal.

Veja também:
Ludmilla cria célula religiosa para promover orações e estudo da Bíblia em grupo

“Após meu posicionamento o Multishow me ligou. Nós conversamos e eles me propuseram contribuir para as mudanças na premiação a partir do ano que vem, onde o trabalho duro seja reconhecido e que os artistas que me sucederão não passem pelas dificuldades que já passei”, escreveu Lud.

No final, a funkeira confirmou que, apesar das desculpas, não se apresentará no evento: E não, não perfomo esse ano no Prêmio Multishow!“.

Veja:

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Inclusive quadrinhos em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui.
Veja também:
Após criar célula religiosa, Ludmilla gravará músicas gospel em projeto paralelo
Compartilhar